Condições de submissão

DIRETRIZES PARA AUTORES NORMAS PARA PUBLICAÇÃO

  1. NORMAS GERAIS PARA SUBMISSÃO
    A Revista Brasileira de Agroecologia (RBA), como qualquer periódico científico, não tolera qualquer forma de plágio (total, parcial ou conceitual). No caso de identificação de plágio, os autores plagiados serão informados e os autores do plágio serão bloqueados. A verificação será realizada antes do envio do manuscrito para a avaliação pelos pares, através do software CopySpider, ou similar.Somente manuscritos inéditos podem ser publicados.
    Recomenda-se, no máximo, 5 autores(as). Para um maior número de autores(as), será preciso encaminhar à equipe editorial uma justificativa.
    Deverá ser enviada à RBA a concordância dos coautores em arquivo suplementar com a submissão. Os autores devem cadastrar-se no site e submeter a contribuição (em inglês, português ou espanhol), eletronicamente, através do endereço de submissão .O nome do autor deve ser removido das propriedades do documento (acessíveis em "Propriedades do documento", opção do menu "Arquivo" do MS Word e OpenOffice.org 1.0 Writer). A identificação da autoria dar-se-á através do cadastro dos metadados, etapa anterior e necessária para a submissão. O autor deverá, portanto, preenchê-lo de maneira cuidadosa, respeitando os campos de preenchimento de titulação e afiliação institucional. Não será permitida a inclusão de novos autores após processo de avaliação dos manuscritos outras informações poderão ser submetidas no campo de preenchimento chamado Comentários ao Editor, no momento da submissão da contribuição. Na leitura de prova será solicitado a revisão das informações como descrito no item 3.1.A.
    Todos os manuscritos devem ser escritos na língua portuguesa, ou em espanhola ou em inglesa, com redação correta e revisada. Erros de concordância, gramática, ortografia, entre outros, podem conduzir a interpretações equivocadas e serem igualmente razões de rejeição do manuscrito. A responsabilidade da boa escrita e revisão da língua é dos autores.O aceite do manuscrito na fase de avaliação não é a garantia de sua publicação.
    Durante as etapas de edição e layout o manuscrito poderá ainda ser rejeitado caso seja identificadas falhas graves (como plágio) ou se os autores não atenderem às exigências dos editores, incluindo-se os prazos previamente estabelecidos.
  2. CATEGORIA DE MANUSCRITOS
    1. CATEGORIA DE ARTIGOS CIENTÍFICOS
      1. TAMANHO
        No máximo 20 páginas.
      2. TÍTULO
        Este item deve ser atraente e conciso. Pode conter a resposta da pergunta da pesquisa ou pode conter a pergunta da resposta encontrada. Deve estar diretamente relacionado com o objetivo do trabalho.
      3. RESUMO
        Deve-se aqui descrever: Breve informação sobre principal tema objeto de pesquisa\estudo e sua importância para a Agroecologia; Objetivo geral; Metodologia resumida utilizada; principais resultados encontrados; Conclusão que esteja relacionada ao objetivo\pergunta de pesquisa. Neste componente-resumo não é permitida citação bibliográfica. O resumo deve estar em parágrafo único e conter no máximo 1000 caracteres, com espaços.
      4. INTRODUÇÃO
        Contextualizar o tema objeto de pesquisa\estudo, despertar em quem lê o motivo e o propósito da pesquisa realizada; Problematização que demonstre que há espaço-lacunas para estudos\pesquisas e inclua aspectos básicos históricos do tema abordado; Demonstrar principal cenário temático (breve estado da arte relacionado ao estudo\pesquisa) de onde surgiram as perguntas da pesquisa e para onde pretende-se direcionar à discussão; Finalize a introdução com o(s) objetivo(s) do estudo\pesquisa.
        Não utilize subdivisões na introdução, mas sempre que necessário parágrafos. Evite parágrafos de única frase. Evite frases longas. Dê preferência à construção frasal direta (sujeito-verbo-objeto-complemento). Revise a pontuação e grafia de terminologias, acuradamente. A introdução deve ser adequadamente suportada\referenciada por literatura pertinente, com exceção do(s) objetivo(s).
      5. METODOLOGIA/MATERIAL E MÉTODOS
        Inicie pela descrição geral das condições de realização da pesquisa/estudo/levantamento. Providencie toda informação necessária para permitir que haja replicação do estudo\ pesquisa realizada ou que caracterize claramente a população amostral/cenário de estudo e levantamento de dados. Deve-se proceder à descrição sucinta do desenho experimental, dos procedimentos de amostragem, das formas de escolha das unidades amostrais, do local, época e período de coleta de dados, em dados oriundos de estudos/experimentos/ensaios e levantamentos. Para metodologias e\ou protocolos utilizados que já estão publicados, acompanhar a fonte e\ou descrever adequações. Procedimentos estatísticos e análise de dados, sempre que cabíveis, devem ser descritos ao final da metodologia. Deve-se apresentar modelos e versões de equipamentos utilizados, do instrumental na coleta de dados e dos softwares empregados, com indicação de copyright e\ou marca registrada, quando for o caso. A redação deve se dar no passado em voz passiva.
      6. DESENVOLVIMENTO/RESULTADOS E DISCUSSÃO
        Os resultados devem ser apresentados no início e\ou agrupados por assunto, descrevendo-os de forma concisa, na mesma ordem de apresentação dos métodos de coleta descritos na Metodologia. Apresente apenas resultados importantes e\ou consolidados para procedimento das análises realizadas e apenas aqueles que tenham seus métodos descritos anteriormente no item metodologia. Enfatize apenas os resultados relevantes que darão fundamentos para as conclusões e que estão relacionados com o objetivo e, consequentemente, com o título. Caso seja de preferência dos(as) autores(as), os resultados e discussão podem ser apresentados separadamente.
        Descreva os resultados em ordem lógica, use Figura(s) ou Tabela(s) sempre que elas ajudarem a apresentar os dados, mencionando-as no corpo do texto de forma correta. Fazer conexões entre os parágrafos que descrevem os resultados com as explicações teóricas sobre o assunto. Apresente os resultados fornecendo reflexão necessária e ao discutir, foque apenas nos aspectos que os dados realmente sustentam. Apresente discussão em conexão com dados e conclusões de outros autores sobre o tema. Faça a interpretação dos dados apontando as implicações dos mesmos para o alcance do objetivo, demonstrando as relações e a importância para a área do tema de interesse ao qual a pesquisa está focada.
      7. CONSIDERAÇÕES FINAIS/CONCLUSÃO
        A conclusão deve responder ao objetivo central do manuscrito. Deve ser relacionada aos resultados relevantes, não havendo discussão. Deve expressar os principais alcances de forma clara e concisa em base aos dados da pesquisa/estudo/levantamento e não de especulações para além do trabalho realizado. Tenha em mente a contribuição ao tema específico do estudo para a ciência da Agroecologia. Redigir a conclusão no tempo presente.
      8. AGRADECIMENTOS
        Deve ser listado todo tipo de apoio financeiro, técnico ou humano utilizado para a realização do estudo
    2. CATEGORIA NOTAS AGROECOLÓGICAS
      1. NÚMERO DE PÁGINAS
        É um comunicado de no máximo 10 páginas.
      2. COMPONENTES DE NOTAS AGROECOLÓGICAS
        Deve apresentar os seguintes tópicos: Título, Resumo (400 caracteres), Abstract (400 caracteres) e Referências.
        Não deve conter subdivisões no corpo do texto para os demais elementos: Introdução, Objetivos, Metodologia, Resultado e Discussão e Conclusões.
        Pode conter no máximo dois componentes de dados empíricos e/ou analisados (Tabelas e ou Figuras); porém inclusas no total de páginas.
        A Nota Agroecológica é um trabalho completo, porém, pela natureza da pesquisa/estudo não apresenta dados quantitativos ou qualitativos suficientemente robustos para configurar artigo científico completo, no sentido de suportar uma discussão profunda e/ou de atender com rigor às hipóteses ou perguntas levantadas na problematização.
        Não se considera como nota o manuscrito apresentado na forma de pesquisa/estudo em andamento.
    3. CATEGORIA CARTA AO EDITOR
      Texto único produzido pelo leitor. Deve ser composto por análise, reflexão, questões ou críticas sobre a revista, tópicos publicados (respeitada a ética e legalidade). Estará submetido à política da RBA pela avaliação do corpo de editores.
    4. CATEGORIA RESUMOS DE TESES E DISSERTAÇÕES
      Deve ser composto pela transcrição fiel do resumo/abstract da respectiva tese/dissertação finalizada na biblioteca da Instituição. Estará submetido à política da RBA.
    5. CATEGORIA RESENHAS ACADÊMICAS
      As resenhas acadêmicas devem conter no máximo 4 laudas. Incluir título em inglês. É de autoria única. Pode ser resenha de livro, audiovisual ou evento.
      A submissão de resenhas deverá ser de lançamentos recentes que trazem atualizações e contribuições relevantes para a Agroecologia. As resenhas serão avaliadas pela equipe editorial seguindo as regras de submissão para artigos científicos.
  3. DIAGRAMAÇÃO
    A diagramação é aplicada a todas as categorias. A seguir as principais informações de diagramação, embora deva-se usar obrigatoriamente o template fornecido no site
    1. TÍTULO
      Em letras maiúsculas em negrito, justificado. Logo abaixo descrever título em inglês sem negrito (em letras minúsculas), apenas com primeira letra maiúscula. Espaçamento simples.
    2. AUTORIA E FILIAÇÃO
      Nomes dos autores deverão estar em fonte tamanho 10, negrito, em caixa baixa, iniciais em maiúsculo e centralizado. Filiação em fonte tamanho 8, espaçamento simples e centralizado. Para cada autor ou grupo de autores deverá contar com as seguintes informações: Cargo atual e a instituição, maior formação e a instituição, localização do autor (Cidade, Estado, País), OrcID e e-mail de cada autor.
    3. RESUMO
      Deverá conter no máximo 1000 caracteres, com espaços. Espaçamento simples. Tamanho
    4. PALAVRAS-CHAVE
      Serão permitidas até quatro palavras-chave que não estejam repetidas no título. Devem ser alocadas logo abaixo do resumo separadas por vírgula.
    5. ABSTRACT
      Deve seguir a mesma diagramação do resumo, com 1000 caracteres, com espaços, espaçamento simples, sendo elaborado no idioma inglês americano, seguido das respectivas palavras-chave (Keywords). Torna-se de fundamental comprometimento dos autores proceder à revisão do idioma por profissional capacitado, evitando erros de tradução e má qualidade do texto. Quando o manuscrito for escrito em inglês, deverá então apresentar inicialmente a versão do resumo em inglês, seguido da versão em português. Quando for escrito em espanhol, deverá apresentar inicialmente a versão do resumo em espanhol, seguido do resumo em inglês.
    6. ESPAÇAMENTO
      Espaçamento de 1,5cm em todo corpo do texto incluindo legendas e citações, exceto quando especificado, como no caso do resumo, Tabelas, Figuras e referências bibliográficas. Entre o título, entre as filiações, entre o resumo, entre o abstract da primeira página deverá ser usado o espaçamento simples.
    7. FONTE/FORMATO DO DOCUMENTO PRINCIPAL
      Times New Roman, tamanho 12, formato justificado. O tamanho deverá ser modificado salvo nas seções com os tamanhos expressamente definidos no título, resumo, abstract, palavras chaves, keywords, etc.
    8. ITÁLICO
      O realce em Itálico é obrigatório para todos os nomes científicos, devidamente formatados.
    9. UNIDADES
      Deverá ser de acordo com o Sistema Internacional de Unidades (SI). Sempre informá-las na descrição das Tabelas e Figuras. Dúvidas, consulte a publicação disponível no link: https://www.gov.br/inmetro/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/documentos-tecnicos-em-metrologia/si_versao_final.pdf/view
    10. ESTATÍSTICA
      Sempre informar o tipo de análise realizada e o nível de probabilidade em que se fundamentou a análise. Faça a citação e a correspondente referência do ano e da versão do programa utilizado, bem como dos respectivos autores.
    11. SITES E LINKS
      Deverão estar em preto, não itálico, e com sublinhado, não podendo estar em azul ou roxo. Fique atento/a à validade dos links utilizados nos manuscritos, em especial aqueles apresentados nas referências bibliográficas. Manuscritos que façam referência a links inexistentes serão desconsiderados.
    12. ITENS/SUBITENS
      Utilize itens e subitens sem negritos e itálicos. Os ITENS principais devem ter todas as letras capsuladas e Subitens devem ter a primeira letra encapsulada. Faça a divisão dos assuntos abordados dentro do corpo do texto e utilize Subitens para os títulos dos subtemas, como por exemplo, os diferentes tópicos da METODOLOGIA, dos RESULTADOS E DISCUSSÃO. O item e o subitem devem aparecer numa única linha, sem acompanhamento do corpo do texto. Utilize a fonte Times New Roman em negrito e sem caixa alta.  Não os enumere. Não utilize subdivisões no item INTRODUÇÃO.
    13. CITAÇÃO DE LITERATURA
      Quando citar literatura no texto, diretamente em referência aos autores, utilizar o último sobrenome apenas com a primeira letra maiúscula e ano entre parênteses. Quando houver 2 autores cite o último sobrenome de ambos, quando mais de dois autores cite apenas o último sobrenome do primeiro autor seguido de et al. (sem itálico) e do ano entre parênteses. Quando em referência indireta, proceda a mesma orientação, mas abrangendo o sobrenome do/s autor/es entre parênteses e letras em maiúsculo.
      De acordo com Vicente e Rodrigues (2003)
      Donazzolo et al. (2001)
      (VICENTE e RODRIGUES, 2003)
      Quando houver mais de uma citação atentar para utilização de ponto e vírgula para sua separação (ANDERSON, 1989; BELL, 1992; WARE, 1993). Se houver citação de autores com coincidência de sobrenome e data, diferencie-os pelas iniciais.
      Ferreira G. (1993), Ferreira L. (1993).
      Havendo duas ou mais obras citadas referentes ao mesmo autor com o mesmo ano, deve-se indicar após a menção do ano a letra "a" para a primeira citação e a letra "b" para a segunda citação, e assim por diante. Tal procedimento deverá ser seguido também no momento de proceder à listagem das referências bibliográficas. Exemplo:
      Pilgro (1983a) ou (PILGRO, 1983a); Pilgro (1983b) ou (PILGRO, 1983b).
      No caso da necessidade da reprodução de parte do texto na íntegra, citações diretas inferiores a três linhas devem ser apresentadas entre aspas, seguido da referência da autoria, ano e número da página. Citações diretas com mais de três linhas, devem ser apresentadas em fonte tamanho 10, com recuo de 5cm à direita, em parágrafo simples, justificado, seguido da referência da autoria, ano e número da página.
      Não serão aceitas citações de outras citações (exemplo: VICENTE apud RODRIGUES, 2003). Deve-se acessar a obra primária.
      As citações literais devem estar na língua principal do manuscrito, portanto traduzidas se em língua diversa.
    14. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
      Faça a listagem apenas de referências bibliográficas que foram citadas no texto. Faça conferência minuciosa da relação de referências citadas e das listadas e vice e versa. Manuscritos que apresentem irregularidades neste quesito serão desconsiderados. A listagem das referências deve seguir rigorosamente as normas indicadas pela revista. As referências deverão ser listadas em ordem alfabética no final do manuscrito após os agradecimentos. Devem estar ordenadas primariamente de acordo com o sobrenome do primeiro autor, e secundariamente pela data da publicação, da mais recente para a mais antiga. As referências deverão estar também em Times New Roman, tamanho 10. O espaçamento entre uma referência e outra é de 1,5, porém entre as linhas da mesma referência deve-se usar espaçamento simples. Todos os autores respectivos a citação deve ser referenciados por extenso. As referências devem conter o sobrenome do autor (caixa alta), acompanhado do primeiro nome (caixa baixa). Nomes intermediários devem ser abreviados.
      Francisco Roberto Caporal: CAPORAL, Francisco, R.
    15. EXTENSÃO DO DOCUMENTO PRINCIPAL
      Serão aceitos os formatos .doc, .docx (Microsoft Word 97/2000/XP/2010) e  OpenOffice.org Text Document (.odt) .
    16. TAMANHO/MARGENS
      Tamanho do papel A4 com 2,5 cm para as margens superior e inferior e 3,0 cm para as margens direita e esquerda.
    17. O USO DA COR
      Só será exigido e permitido o uso da cor verde da representação HEX “#2E7D32” ou sua representação em RBG “46, 125, 50” para estes casos: Título principal e títulos como Introdução, Metodologia, Itens e subitens, Conclusão, Agradecimentos e Referência Bibliográfica, etc.
  4. TABELAS, FIGURAS E EQUAÇÕES E MATERIAL SUPLEMENTAR
    Estes elementos devem aparecer no manuscrito ao longo do texto no local desejado, logo após sua primeira citação e devem apresentar seus respectivos títulos. Porém, é necessário que esses elementos sejam submetidos, individualmente, como documento suplementar no sistema de submissão (em formatos .jpg), desprovidos de título. Para cada um desses elementos enviar um arquivo distinto
    1. TABELAS
      Use a fonte Times New Roman tamanho número 10, em espaçamento simples para o título da Tabela e descrição dos dados no seu interior (Ex. Tabela 1. Descrição de.....). O título deve estar localizado na parte superior da Tabela. Em caso de dados provenientes de análise estatística, verifique se todas as análises estão presentes e se houver comparação de médias, certifique-se de que haja referência à mesma e seus indicadores de significância. Apresente a legenda completa descrevendo as unidades e as categorias de dados, sem negritos e itálicos, localizada na parte superior da Tabela, com sua numeração seguida de ponto. As subseções de dados poderão estar com negrito. A fonte da informação da tabela deverá estar abaixo da tabela escrito em fonte 10 com o prefixo: “Fonte:” seguido do nome do autor e ano da informação Não apresente Tabelas e Gráficos com o mesmo conteúdo, pois os Gráficos serão sempre preferidos às Tabelas. Certifique-se de que a Tabela seja autoexplicativa em todos os mínimos detalhes. A numeração das Tabelas deve se dar de forma contínua em algarismos arábicos. Todas as Tabelas também deverão ser submetidas como arquivo complementar diretamente no sistema no formato .jpg com 500 dpi com peso máximo de 700kb Certifique-se de que haja qualidade gráfica suficiente para leitura dela. As Tabelas devem apresentar apenas linhas horizontais e nenhuma linha lateral (vertical). Toda a tabela deve estar ausente de qualquer tipo de preenchimento/sombreamento, estando sem cores.
    2. FIGURAS
      Use a fonte Times New Roman tamanho número 10, em espaçamento simples para o título da Figura e descrição dos dados no seu interior (Ex. Figura 1. Descrição de.....).
      O título da Figura deve estar localizado na parte inferior da Figura e sua numeração seguida de ponto. Apresente a legenda completa descrevendo as unidades e as categorias de dados, sem negritos e itálicos.
      Não apresente Figuras e Tabelas com o mesmo conteúdo. Certifique-se de que a Figura seja auto explicativa em todos os mínimos detalhes. Certifique-se de que a Figura esteja legível e realmente seja necessária para representar seu objetivo em questão. A numeração das Figuras deve se dar de forma contínua em algarismos arábicos. As Figuras devem aparecer no corpo do texto no local logo após o parágrafo de sua citação. Além disso, todas figuras também deverão ser submetidas como arquivo complementar diretamente no sistema, desprovidas de título. Certifique-se que haja qualidade gráfica suficiente para leitura da mesma tendo no mínimo 500 dpi, com limite de 700 Kb.
    3. EQUAÇÕES/SÍMBOLOS
      Use a ferramenta de inserção de equação oferecida pelo sistema de edição que está sendo utilizado de acordo com os formatos permitidos pela RBA. Não insira equações soltas sem inserção da ferramenta adequada, caso contrário não serão consideradas devido à probabilidade de eventuais erros na formatação posterior. Além disso, todas equações também deverão ser submetidas como arquivo complementar diretamente no sistema, desprovidas de título. Certifique-se que haja qualidade gráfica suficiente para leitura da mesma tendo no mínimo 500 dpi, com limite de 700 Kb.
    4. DECLARAÇÃO DE ANUÊNCIA DOS AUTORES
      Os manuscritos com um ou mais coautores devem submeter carta de anuência de todos os coautores como arquivo suplementar, em documento único, formato pdf. Serão aceitas tanto cartas de anuência assinadas e digitalizadas, quanto a cópia dos e-mails de anuência que os coautores enviaram para o autor responsável pela submissão.
  5. TÓPICOS GERAIS
    1. FIGURAS E TABELAS
      Dentro deste tópico serão aceitos no máximo quatro itens compreendendo Figuras e Tabelas. Por este motivo, escolha sabiamente qual a melhor forma de expressar os seus dados para serem representados de maneira mais nítida possível, escolhendo entre uma forma e/ou outra de acordo com o tipo de dado utilizado. Caso o manuscrito necessite de maior número, deve ser solicitado ao Editor com justificativa.
    2. NOMES DOS AUTORES
      O nome dos autores deve ser removido tanto do corpo do texto, quanto das propriedades do documento (acessíveis em "Propriedades do documento", opção do menu "Arquivo" do MS Word e OpenOffice.org 1.0 Writer). A identificação da autoria dar-se-á através do cadastro dos metadados, etapa anterior e necessária para a submissão. O autor deverá, portanto, preenchê-lo de maneira cuidadosa, respeitando os campos de preenchimento de titulação e afiliação institucional (a qual instituição pertence). Não será aceita a inclusão de autores após processo de avaliação.
    3. IDENTIFICAÇÃO DE INFORMANTES
      Não será permitida, no corpo do texto, a menção de nomes de pessoas entrevistadas, nome de famílias amostradas ou quaisquer formas que identifiquem os informantes/participantes que tenham participado da pesquisa como fonte de informações nem como colaboradores. Todos os informantes devem ser identificados por códigos pré-estabelecidos na metodologia. A menção de agradecimentos a pessoas específicas ou grupos de pessoas deverá ser feita no final do documento como estabelecido no item específico.
    4. AUTORIZAÇÕES LEGAIS
      Quando cabível, deve ser mencionado na metodologia os números dos processos de autorizações legais necessárias à realização da pesquisa, tal qual, comitês de ética em pesquisa com seres humanos ou com animais, acesso ao conhecimento tradicional e recursos da biodiversidade, autorizações para estudos em áreas indígenas ou unidades de conservação, entre outros.
  6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS EM MANUSCRITOS
    Devem ser listadas em ordem alfabética, espaçamento simples, justificadas.
    1. AUTORIA
      1. AUTORIA PESSOAL
        Devem ser referenciados todos os autores, separados por ponto e vírgula. Para cada autor deve-se iniciar pelo último sobrenome, seguido das iniciais dos demais nomes. No caso de sobrenomes compostos deve-se manter a conexão via hífen dos mesmos (DUQUE-ESTRADA; ROQUETE-PINTO). No caso de sobrenomes que indicam parentesco, não se deve utilizá-los no início, mas este deve acompanhar o sobrenome (CÂMARA JUNIOR; SANTOS JUNIOR). No caso de sobrenomes que indicam substantivo + adjetivo deve-se proceder à mesma ação do item anterior (CASTELO BRANCO; ESPÍRITO SANTO).
      2. AUTORIA COMO EDITOR (ES), ORGANIZADOR (ES), COORDENADOR (RES), COMPILADOR (ES)
        FERREIRA, Léslie Piccolotto. (Org). O fonoaudiólogo e a escola. São Paulo: Summus, 1991.
        MARCONDES, Eduardo.; LIMA, Ilda. Nogueira de. (Coord.) Dietas em pediatria clínica. 4. ed. São Paulo: Sarvier, 1993.
        LUJAN, Roger Patron (Comp.) Um presente especial. Tradução de Sonia da Silva. 3. ed. São Paulo: Aquariana, 1993.
      3. QUANDO A AUTORIA É DE UMA INSTITUIÇÃO
        ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS - ABNT. NBR 10520: informação e documentação: citações em documentos: apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2002. 7p.
        SÃO PAULO (Estado). Secretaria do Meio Ambiente. Diretrizes para a política ambiental do Estado de São Paulo. São Paulo, 1993. 35 p.
        BRASIL. Ministério da Justiça. Relatório de atividades. Brasília, DF, 1993. 28 p.
      4. QUANDO A AUTORIA APRESENTA INDICAÇÃO DE TRADUTOR
        GOMES, Alvaro Cardoso; VECHI, Carlos Alberto. Estática romântica: textos doutrinários comentados. Tradução de Maria Antonia Simões Nunes; Duílio Colombini. São Paulo: Atlas, 1992. 186 p.
      5. QUANDO HÁ INDICAÇÃO DE SÉRIE NA OBRA
        PHILLIPI JUNIOR, Arlindo. et al. Interdisciplinaridade em ciências ambientais. São Paulo: Signus, 2000. 318 p. (Série textos básicos para a formação ambiental, 5).
    2. MODELOS DE REFERÊNCIA
      Monografias (compreende livros, guias, dicionário, trabalhos acadêmicos como teses, dissertações, TCC´s e memoriais)
      1. LIVRO
        AUTORES, Título (em negrito antes de subdivisão). n° ed. (edição descrita de forma abreviada). Cidade: Editora, ano. número total de páginas. [Se for o caso, adicionar autoria da tradução da obra.]
        ALMEIDA, Maria Christina Barbosa de. Planejamento de bibliotecas e serviços de informação. Brasília: Briquet de Lemos, 2000. 112p.
        ROWLEY, Jennifer. A biblioteca eletrônica. Tradução de Antônio Agenor Briquet de Lemos. Brasília: Briquet de Lemos, 2002. 399p.
        SYMON, Keith Randolph. Mecânica. Rio de Janeiro: Campus, 1982. 685p.
        1. LIVRO EM FORMATO ELETRÔNICO:
          AUTORES, título (em negrito antes de subdivisão), Cidade: Editora, ano. número total de páginas. [Se for o caso, adicionar autoria da tradução da obra]. Disponível em: < link do arquivo > Acesso em: data de acesso (dia mês [abreviado].ano).
          HECK,   Lenira Almeida. A borboleta azul. Lajeado, RS: Univates Editora, 2006. 17p. Disponível em: <http://www.dominiopublico. gov.br/ download/ texto/ eu000004.pdf> Acesso em: 11 abr. 2008.
          BRASIL. Ministério do Turismo. Turismo sustentável e alívio da pobreza no Brasil: reflexões e perspectivas. Brasília, DF: Ministério do Turismo, 2005. 24p. Disponível em: <http://www. dominiopublico.gov.br/ download/ texto/ tu000017.pdf> Acesso em: 10 abr. 2008.
        2. DICIONÁRIO E REFERÊNCIA SIMILARES
          AUTORES, título (em negrito antes de subdivisão), Cidade: Editora, ano. número total de páginas. Informações complementares sobre edição.
          HOUAISS, Antonio (Ed.). Novo dicionário Folha Webster’s: Inglês/português, português/inglês. Co-editor Ismaelo Cardim. São Paulo: Folha da Manhã, 1996.
        3. DICIONÁRIOS E REFERÊNCIAS SIMILARES EM FORMATO ELETRÔNICO
          AUTORES, título (em negrito antes de subdivisão), Cidade: Editora, ano. Disponível em: < link do arquivo > Acesso em: data de acesso (dia mês [abreviado].ano). ou versão do arquivo digital.
          KOOGAN, André; HOUAISS, Antonio (Ed.). Enciclopédia e dicionário digital 98. Direção geral de André Koogan Breikmam. São Paulo: Delta: Estadão, 1998. 5 CD-ROM.
      2. CAPÍTULO DE LIVRO
        1. COM AUTORIA DIFERENTE DO AUTOR PRINCIPAL DA OBRA
          AUTOR(ES) do capítulo. Título. In: Autor (es) da obra (titulação da participação na obra como editores ou organizadores etc. de forma abreviada). Título (em negrito até antes da subdivisão - quando for o caso). n° ed. (edição descrita de forma abreviada). Cidade: Editora, ano. p. n°-n°. (intervalo da paginação inicial até a paginação final).
          ROMANO, Giovanni. Imagens da juventude na era moderna. In: LEVI, Giovanni; SCHMIDT, Jean-Claude (Org.). História dos Jovens 2. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. p. 7-16.
        2. CAPÍTULO DE MESMA AUTORIA DA OBRA
          AUTOR(ES). Título (em negrito até antes da subdivisão - quando for o caso). n° ed. (edição descrita de forma abreviada). Cidade: Editora, ano. [Informações complementares quando tiver.] p. n°-n°. (intervalo da paginação inicial até a paginação final).
          RAMOS, Maria Etelvina Madalozzo. Tecnologia e novas formas de gestão em bibliotecas universitárias. Ponta Grossa: UEPG, 1999. Serviços administrativos na Bicen da UEPG, p. 157-182.
        3. CAPÍTULO SEM TÍTULO PRÓPRIO DE AUTORIA DA OBRA
          AUTOR(ES). Título (em negrito até antes da subdivisão - quando for o caso). Cidade: Editora, ano. [Informações complementares quando tiver.] cap. n°, p. n°-n°. (intervalo da paginação inicial até a paginação final).
          ESDAILE, Arundell James Kennedy. A student manual bibliography. 2.ed. London: Allen & Unwin, 1932. cap. 6A, p.178-196.
        4. CAPÍTULO DE LIVRO EM FORMATO ELETRÔNICO
          AUTOR(ES). Título (em negrito antes de subdivisão). Ano. Disponível em: < link do arquivo > Acesso em: data de acesso (dia mês [abreviado].ano). ou versão do arquivo digital.
          SÃO PAULO (Estado). Secretaria do Meio Ambiente. Tratados e organizações ambientais em matéria de meio ambiente. São Paulo, 1999. Entendendo o meio ambiente, v. 1. Disponível em: <http://www. bdt.org.br/ sma/ entendendo/atual.html>. Acesso em: 8 mar. 1999.6.2.4 DISSERTAÇÃO E TESE
      3. DISSERTAÇÕES E TESES
        1. DISSERTAÇÕES E TESES EM FORMATO PAPEL
          AUTOR. Título (em negrito antes de subdivisão).. Ano. n° [total de páginas] p. Tese ou Dissertação (Doutorado ou Mestrado em xxxxx) - Unidade da Instituição, Nome da Instituição, Cidade do campus, ano.
          ALEXANDRE SOBRINHO, Gilberto. O autor multiplicado: em busca dos artifícios de Peter Greenaway. 2004. 194 p. Tese (Doutorado em Multimeios) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.
          RAMME, Fernando Luiz Prochnow. Uma arquitetura cliente/servidor para apoiar a simulação de redes em ambiente de simulação orientada a eventos discretos. 2004. 143 p. Dissertação (Mestrado em Comunicações) – Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.
        2. DISSERTAÇÕES E TESES EM FORMATO ELETRÔNICO
          AUTOR. Título (em negrito antes de subdivisão). Ano. n° [total de páginas] p. Tese ou Dissertação (Doutorado ou Mestrado em xxxxx) - Unidade da Instituição, Nome da Instituição, Cidade do campus, ano. Disponível em: < link do arquivo > Acesso em: data de acesso (dia mês [abreviado].ano).
          RAMME, Fernando Luiz Prochnow. Uma arquitetura cliente/servidor para apoiar a simulação de redes em ambiente de simulação orientada a eventos discretos. 2004. 143 p. Dissertação (Mestrado em Comunicações)– Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004. Disponível em: <http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000360068> Acesso em: 20 mar. 2007.
          SMOLKA, Ana Luiza Bustamante. A alfabetização como processo discursivo. 1987. 190f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1987. Disponível em: < http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000018024> Acesso em: 15 jan. 2008.
      4. ARTIGOS
        1. ARTIGO COM AUTORIA DE PESSOA FÍSICA
          Autor (es). Título. Título do periódico, v. n° (número do volume), n° x (número do periódico), p. xx-xx (intervalo da página inicial à página final), ano.
          ALEXANDER, Christopher L.; EDWARD, Manoj.; MACKIE, Rona M. The role of human melanoma cell ICAM-1 expression on lymphokine activated killer cell-mediated lysis, and the effect of retinoic acid. British Journal of Cancer, v. 80, n. 10, p.1501-1505, 1999.
        2. INSTITUIÇÃO COMO AUTORA
          NOME DA INSTITUIÇÃO (em letra maiúscula) - ABREVIAÇÃO. Informações adicionais sobre equipe autora da instituição. Título. Título do periódico, v. n° (número do volume), n. x (número do periódico), p. xx-xx (intervalo da página inicial à página final), ano.
          INTERNATIONAL LEAGUE AGAINST EPILEPSY – ILAE. Commission on Antiepileptic Drugs. Considerations on designing clinical trials to evaluate the place of new antiepileptic drugs in the treatment of newly diagnosed and chronic patients with epilepsy. Epilepsia, v.39, n.7, p.799-803, 1998.
        3. AUSÊNCIA DE AUTOR
          Título (PRIMEIRA PALAVRA MAIÚSCULA). Título do periódico, v. n° (número do volume), n. x (número do periódico), p. xx-xx (intervalo da página inicial à página final), ano.
          CARCINOMA of the lung. Seminars in roentgenology, New York, v.25, n.1, p.5-124, 1990.
      5. EVENTO COM ANAIS
        1. EVENTO COM ANAIS OU RESUMOS DOS TRABALHOS APRESENTADOS
          Autor(es). Título. In: TÍTULO DO EVENTO, edição do evento. Ano, Cidade. Nome do tipo de publicação gerada pelo evento...Cidade editora: Instituição organizadora, ano. p. x-x (intervalo de páginas).
          BRAYNER, Angelo Roncalli Alencar.; MEDEIROS, Claudia Bauzer. Incorporação do tempo em SGBD orientado a objetos. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE BANCO DE DADOS, 9., 1994, São Paulo. Anais...São Paulo: USP, 1994. p. 16-29.
        2. EVENTO COM ANAIS OU RESUMOS DOS TRABALHOS APRESENTADOS EM FORMATO ELETRÔNICO
          Autor(es). Título. In: TÍTULO DO EVENTO, edição do evento. Ano, Cidade. Nome do tipo de publicação geradas pelo evento + eletrônico...Cidade editora: Instituição organizadora, ano. p. x-x (intervalo de páginas). Disponível em: < link >. Acesso em: data de acesso (dia mês [abreviado].ano).
          SABROZA, Paulo Chagastelles. Globalização e saúde: impactos nos perfis epidemiológicos das populações. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EPIDEMIOLOGIA, 4., 1998, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos...Rio de Janeiro: ABRASCO, 1998. Mesa-redonda. Disponível em: <http://www.abrasco.com.br/epirio98/>. Acesso em: 17 jan. 1999.
      6. DOCUMENTOS JURÍDICOS
        1. DOCUMENTOS NA VERSÃO PAPEL
          NÍVEL DO PODER da AUTORIA DO DOCUMENTO (nível). Nome do documento n° xxx, de dia de mês de ano. Dispõe/Estabelece (descrever). Tipo de coleção (em negrito até antes da subdivisão), Cidade, v. x (volume do documento), n.xx (número da publicação), p. xx-xx (intervalo de páginas), ano.
          SÃO PAULO (Estado). Decreto nº 42.822, de 20 de janeiro de 1998. Dispõe sobre a desativação de unidades administrativas de órgãos da administração direta e das autarquias do Estado e dá providências correlatas. Lex:coletânea de legislação e jurisprudência, São Paulo, v. 62, n. 3, p. 217-220,1998.
          BRASIL. Medida provisória nº 1.569-9, de 11 de dezembro de 1997.Estabelece multa em operações de importação, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 14 dez. 1997. seção1, p. 29514.
          BRASIL. Constituição (1988). Emenda constitucional nº 9, de 9 de novembro de 1995. Dá nova redação ao art. 177 da Constituição Federal, alterando e inserindo parágrafos. Lex: legislação federal e marginália, São Paulo, v. 59,p. 1966, out./dez. 1995.
          BRASIL. Congresso. Senado. Resolução nº 17, de 1991. Coleção de Leis da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, v. 183, p. 1156-1157, maio/junho. 1991.
        2. DOCUMENTOS JURÍDICOS NÍVEL DO PODER da AUTORIA DO DOCUMENTO (nível).
          Nome do documento n° xxx, de dia de mês de ano. Dispõe/Estabelece (descrever). Tipo de coleção (em negrito até antes da subdivisão), Cidade, v. x (volume do documento), n.xx (número da publicação), p. xx-xx (intervalo de páginas), ano. [Tipo de acesso eletrônico - acesso a CD-ROM] CD-ROM ou [Link] Disponível em: < link>. Acesso em: data de acesso (dia mês [abreviado].ano).
          BRASIL. Leinº 9.887, de 7 de dezembro de 1999. Altera a legislação tributária federal. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 8 dez. 1999. Disponível em: <http://www.in.gov.br/mp_leis/leis_texto.asp?ld=LEI%209887>. Acesso em: 22 dez. 1999.
          BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Súmula nº14. Não é admissível, por atoadministrativo, restringir, em razão de idade, inscrição em concursos para cargo público. Disponível em: <http://www.truenetm.com.br/jurisnet/sumusSTF.html>. Acesso em: 29 nov. 1998.
      7. OUTROS
        1. PROGRAMAS DE SOFTWARES:
          Coordenação de Simão Pedro P. Marinho. Desenvolvido pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, 1995-1998. Apresenta textos sobre urbanismo e desenvolvimento de cidades. Disponível em: <http://www.gcsnet.com.br/oamis/civitas>. Acesso em: 27 nov. 1998.
          NOU-Rau: software livre. Versão beta 2. Campinas: UNICAMP, 2002. Disponível em: <www.rau-tu.unicamp.br/nou-rau/>. Acesso em: 05 dez. 2002.
  7. CONDIÇÕES PARA SUBMISSÃO
    1. As submissões estão de acordo com todas as regras estabelecidas nas Diretrizes aos Autores RBA, disponibilizadas na seção “Submissões” da revista.
    2. Todas as citações bibliográficas citadas estão referenciadas e todas as referências bibliográficas estão citadas, conforme normas de tipo de bibliografia e forma de redação.
    3. A contribuição é original e inédita, e não foi submetida e\ou está sendo avaliada, com seus dados, para publicação por outra revista.
    4. Os(as) autores(as) têm ciência que são responsáveis pelo conteúdo de seu manuscrito e prestarão esclarecimentos, diretamente, aos interessados quando solicitado.
    5. Os arquivos para submissão estão em formato Microsoft Word (.doc), Rich Text Format (.RTF) ou OpenOffice.org 1.0 Text Document (.sxw ou .odt) sem identificação dos autores, os quais devem ser inseridos em campo próprio.
    6. Todos os endereços "URL" no texto estão ativos.
    7. Elementos gráficos como Figuras e Tabelas estão em boa resolução, tendo relevância de apresentação no manuscrito e adicionados no corpo do trabalho e também em arquivos suplementares, nominados pelo seu Título.
    8. Está anexada a carta de anuência de todos os coautores como arquivo suplementar, no caso de manuscritos com dois ou mais autores, descrevendo a(s) etapa(s) que cada autor participou e a forma de participação intelectual.
    9. Todos os autores e demais dados obrigatórios foram cadastrados nos metadados. Não incluiremos autores a posteriori.
    10. Os(as) autores(as) têm ciência de que, se o manuscrito for aprovado, haverá a ressarcimento de R$348,00 por manuscrito, com desconto em caso de um dos autores(as) estar associado à ABA, passando a ser de R$290,00 por manuscrito. Esse valor se destina aos custos das etapas de Leiaute, geração de DOI, manutenção dos indexadores, gestão do sistema OJS\PKP, acrescidos dos custos da correção ortográfica\gramatical, da respectiva língua em escrita no corpo principal do manuscrito.
    11. Foi realizada revisão ortográfica e gramatical do texto pelos(as) autores(as) antes da submissão, obedecendo o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (2008).
    12. O documento foi construído a partir do template disponibilizado pela RBA.
    13. Está anexada a lista de autores, conforme template disponibilizado pela RBA.

DIRETRIZES DO AUTOR
baixar a versão em word diretrizes_documento.docx


TEMPLATE DE SUBMISSÃO
Baixe a versão atual em https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/template_submission

DECLARAÇÃO DE DIREITO AUTORAL
Aviso de Copyright
Direitos Autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.