Transição para agricultura de base ecológica: um processo social
PDF

Palavras-chave

cafeicultura orgânica
agroecologia
atores sociais
desenvolvimento rural
metodologias participativas
transição orgânica
sociologia rural.

Como Citar

Pacifico, D., & Dal Soglio, F. K. (2010). Transição para agricultura de base ecológica: um processo social. Revista Brasileira De Agroecologia, 5(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9860

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar o projeto de transição para uma cafeicultura de base ecológica que foi realizado em duas comunidades rurais no norte do estado do Paraná, em 2003. A partir da pesquisa de campo e das consultas bibliográficas sobre a Agroeocologia e a perspectiva teórica orientada pelo ator (POA) constatou-se que o método de transição, ao se utilizar de um modelo preestabelecido de atividades de transição, impossibilitou a participação do ator social e não contribuiu com o processo de empoderamento desses agricultores acerca da nova cafeicultura que se estabelecia. É destacado que, para o processo de transição ter se dado por completo não apenas o método foi determinante, mas, sobretudo, as conseqüências geradas por ele ainda no decorrer da transição, como, por exemplo, o negligenciamento com as regras e normas sociais da comunidade; a inserção na lógica dos selos de certificação; e, a única perspectiva de comercialização com a rede de comércio justo e solidário com a França. Conclui-se que caso se pretenda utilizar métodos de transição já utilizados em outros projetos de desenvolvimento rural voltado para a agricultura de base ecológica, necessariamente esse método deve ser reelaborado e ressignificado com o novo grupo de atores para inclusão das suas especificidades e suas questões mais relevantes. O método de transição deve buscar ainda a transição agroecológica do agroecossistema, sem tempo determinado para começar e terminar, e visando o funcionamento harmônico de homem e natureza na arte de fazer agricultura.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.