Flutuação Populacional do Parasitóide Eiphosoma vitticole (Crreson) (Hymenoptera: Ichneumonidae) em Milho Convencional e Transgênico (Bt)
PDF

Palavras-chave

controle biológico
lagarta do cartucho e inimigos naturais.

Como Citar

Gangana de Castro, A. L., Cruz, I., Esteves Ferreira, T., Fernandes da Silva, I., de Souza Paula, C., Lopes Leão, M., & de Jesus Menezes, A. P. (2009). Flutuação Populacional do Parasitóide Eiphosoma vitticole (Crreson) (Hymenoptera: Ichneumonidae) em Milho Convencional e Transgênico (Bt). Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9586

Resumo

O sucesso do controle biológico depende da capacidade de dispersão e dos aspectos biológicos do organismo a ser liberado num determinada área. O parasitóide de larva Eiphosoma vitticole tem grande potencial no controle da principal praga do milho, a Spodoptera frugiperda (Smith). O experimento foi conduzido na Embrapa Milho e Sorgo, em Sete Lagoas, MG, comparando uma cultivar convencional com outra similar, porém, geneticamente modificada (milho Bt) tanto em relação à praga como em relação ao inimigo natural. Observou-se a incidência maior de larvas de S. frugiperda em milho normal, porém, somente nos primeiros 15 dias após a emergência da planta. A partir daí houve uma igualdade em relação às duas cultivares. Uma das razões desta igualdade pode ser atribuída ao maior número do parasitóide encontrado na cultivar convencional.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.