Frações Granulométricas e Oxidáveis da Matéria Orgânica do Solo em Sucessão Floresta - Pastagem no Acre
PDF

Como Citar

Bernini, T. A., Loss, A., Pereira, M. G., Coutinho, F. S., Zatorre, N. P., & Wadt, P. G. S. (2009). Frações Granulométricas e Oxidáveis da Matéria Orgânica do Solo em Sucessão Floresta - Pastagem no Acre. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9560

Resumo

A conversão de floresta nativa em pastagem provoca mudanças no conteúdo das frações da matéria orgânica do solo (MOS). O objetivo deste trabalho foi avaliar as alterações ocorridas nas frações granulométricas e oxidáveis da MOS em Sucessão Floresta - Pastagem no Acre. Após a derrubada e queima da floresta, implantou-se a pastagem de braquiária. Nas duas áreas foram coletadas amostras de solo nas profundidades de 0-5 e 5-10 cm. Nestas, foram avaliados os conteúdos de carbono orgânico total (COT), carbono orgânico particulado (COp), carbono orgânico associado aos minerais (COam) e carbono das frações oxidáveis (F1, F2, F3 e F4). Verificou-se que, independente da profundidade, os maiores valores de COT, COp e carbono na F1 e F3 foram encontrados na área de floresta. A retirada da vegetação original para a implantação da pastagem diminuiu os teores de COT, COp e na F1, demonstrando a maior fragilidade desses ecossistemas.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.