O Manejo Comunitário de Sementes e a Relação com a Agrobiodiversidade no Assentamento Cajueiro em Poço Redondo-SE
PDF

Palavras-chave

agricultura familiar
conhecimento local
ferramentas participativas

Como Citar

MONTALVÁN RABANAL, J. E., Santos, A. S., & Nodari, R. O. (2009). O Manejo Comunitário de Sementes e a Relação com a Agrobiodiversidade no Assentamento Cajueiro em Poço Redondo-SE. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9535

Resumo

A experiência foi iniciada com a missão de fortalecer o Banco de Sementes Comunitário (BSC) no assentamento Cajueiro, no Território do Alto Sertão Sergipano (TASS), Poço Redondo - SE. A experiência trata-se de um processo de organização da comunidade em torno do BSC, que se iniciou por meio de diagnóstico do conhecimento local da agrobiodiversidade de sementes, que teve sua prospecção baseada em ferramentas participativas. Foram explicitadas diversas informações quanto a política pública destinada para a agricultura familiar, a relevância do conhecimento de materiais genéticos e a necessidade de conservação de sementes crioulas, que atualmente está em desuso por grande parte dos agricultores do assentamento Cajueiro.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.