Percepção Ambiental de Moradores do Julião na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé (Baixo Rio Negro- Amazonas)
PDF

Palavras-chave

percepção ambiental
psicologia social comunitária
unidade de conservação

Como Citar

Camargo, N., & Scudeller, V. (2009). Percepção Ambiental de Moradores do Julião na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé (Baixo Rio Negro- Amazonas). Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9340

Resumo

Este trabalho teve como objetivo conhecer a percepção ambiental dos moradores da Comunidade Julião localizada a 25 km do centro da cidade de Manaus, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé, maior unidade de conservação do município. Foram realizadas 30 entrevistas abertas, num universo de aproximadamente 70 famílias, onde o foco das perguntas era detectar a relação de cada um com o meio ambiente. Dos entrevistados 27 moram na comunidade e 03 apenas tem casa, mas não moram na RDS, 21 tem origem no próprio Estado do Amazonas e 09 são nordestinos. De uma forma geral, constatou-se que a maioria percebe o meio ambiente como algo próximo deles, gostam de morar na comunidade por estarem acostumados a viverem em comunidade, reconhecem os problemas existentes e se sentem responsáveis pelos mesmos. Porém, foi verificado que essa percepção acontece de forma individualista, mostrando a necessidade de trabalhos que os organizem e mobilizem enquanto coletividade, na busca de soluções para os problemas. Além disso, a grande maioria atribui ao presidente da associação o dever de cuidar do meio ambiente, eximindo-se dessa responsabilidade.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.