Espirais Biodiversos e a Transição Para a Agricultura de Base Ecológica
PDF

Palavras-chave

canteiros em espiral
plantas bioativas
mulheres

Como Citar

Brolese, L. G. (2009). Espirais Biodiversos e a Transição Para a Agricultura de Base Ecológica. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9325

Resumo

O Movimento de Pequenos Agricultores, criado há cerca de treze anos, teve sua pauta de lutas modificada ao longo do tempo. Quando passaram a usar buscar outras formas de fazer agricultura, a atuação, e o valorização da mulher também é midificada. Em 2007 é aprovado no Ministério do Desenvolvimento Agrário um projeto que objetiva capacitar mulheres para transição do modelo convencional de produção para o de base ecológica. Os trabalhos iniciam por cursos teóricos, onde recebem destaque os desenhos de hortos e hortas em espiral. Depois, realiza-se visitas técnicas em algumas propriedades escolhidas para receber a Unidade Demonstrtiva. Através da construção dos Espirais Biodiversos, que merecem destaque pela eficiência no aproveitamento de espaço, luminosidade e estética, alguns laços de confiança são criados entre equipe técnica e a família, e várias tecnologias alternativas são aplicadas e experimentadas.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.