Controle da Pinta Preta do Tomateiro Pelo Extrato de Cúrcuma: Um Estudo De Caso Sobre a Sustentabilidade
PDF

Como Citar

Franzener, G., Balbi-Pena, M. I., Moura, G. S., & Stangarlin, J. R. (2009). Controle da Pinta Preta do Tomateiro Pelo Extrato de Cúrcuma: Um Estudo De Caso Sobre a Sustentabilidade. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9275

Resumo

O uso de extratos vegetais tem demonstrado potencial para controle alternativo de doenças em plantas. No entanto, são escassas informações de sua viabilidade econômica. Assim, este trabalho teve por objetivo fazer um estudo de caso do controle da pinta preta do tomateiro pelo extrato de rizomas de cúrcuma (EC) (Curcuma longa) e discutir aspectos relacionados à sustentabilidade. O estudo baseou-se em dados experimentais que demonstraram potencial do uso do EC semelhante ao de pesticidas convencionais. Levantou-se o custo de cultivo da cúrcuma e do preparo do EC. Resultados obtidos foram confrontados com produtos comerciais e dentro de sistemas de cultivo de tomateiro. Seis m2 de cultivo de cúrcuma são suficientes para obtenção do EC para seis pulverizações em 1000 m2 de tomateiro. Obteve-se o custo total do EC de R$ 65,10 para 1000 m2 de tomateiro sendo mais de 70% correspondente a mão-de-obra. Embora o custo de produção no sistema orgânico tenha sido 1% maior que no convencional, o lucro foi 20% maior. Portanto, a obtenção e uso do EC pode contribuir como alternativa para sustentabilidade da agricultura familiar e do meio ambiente.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.