Grupo Viveiros Comunitários – Viveiro Bruno Irgang, Laboratório Vivo
PDF

Palavras-chave

educação
viveirismo
espécies nativas

Como Citar

Casagrande, A., Fuhr, G., Setubal, R. B., Rosa, F. S., Ardissone, R. E., Oliveira, M. S., Mouzer, M. V. de S., & Brack, P. (2009). Grupo Viveiros Comunitários – Viveiro Bruno Irgang, Laboratório Vivo. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9228

Resumo

Este texto conta um breve histórico do grupo Viveiros Comunitários (GVC), coletivo de estudantes de biologia que trabalha sob a ótica do Viveirismo Ecológico. Este coletivo vem atuando desde 1997, na propagação de mudas nativas e dos conhecimentos relacionados a esta prática. Assim, o GVC fomenta o envolvimento estudantil e comunitário em projetos de educação ambiental, recuperação, manutenção e difusão da biodiversidade nativa. O presente relato foca a atuação dos últimos cinco anos do grupo, em que se construiu um viveiro rústico com utilização de materiais locais e de baixo custo, o Viveiro Bruno Irgang. A consolidação deste espaço vem servindo como ferramenta para práticas educativas que estimulam a autonomia comunitária no manejo sustentável dos recursos naturais.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.