Atividade Antimicrobiana Do Extrato de Açoita-cavalo (Luehea sp.)
PDF

Palavras-chave

Plantas medicinais

Como Citar

Montovani, P. A. B., Júnior, A. C. G., Moraes, A., Fiorentini, F., & Meinerz, C. (2009). Atividade Antimicrobiana Do Extrato de Açoita-cavalo (Luehea sp.). Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9227

Resumo

É na busca da comprovação medicinal que vários pesquisadores vem desenvolvendo trabalhos que visem verificar a eficiência de substâncias extraídas das plantas ditas medicinais. O presente trabalho tem como objetivo avaliar o exemplar botânico Açoita-cavalo (Luehea sp.) por ser utilizado para o tratamento das mais diferentes enfermidades, no sentido de verificar o seu potencial antimicrobiano. A extração foi à partir dos solventes Hexano, Acetato de Etila e Metanol. Este extrato foi submetido à avaliação da atividade antimicrobiana pelo método de difusão em disco utilizando Agar Muller – Hinton, frente aos seguintes microorganismos: Escheria coli, Salmonella typhi, Staphylococcus aureus, Bacillus cereus e Aspergillus niger. Verificou-se que a planta apresenta resultados promissores, pois todas as bactérias foram inibidas sendo que a maior inibição foi causada pelo Extrato Metanol.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.