Relações com o Mercado e Legitimidade Institucional nas Organizações de Agricultura Orgânica do Sul do Brasil
PDF

Palavras-chave

estratégias de marketing
valor agregado
agricultura orgânica
organizações de agricultores

Como Citar

Schultz, G. (2009). Relações com o Mercado e Legitimidade Institucional nas Organizações de Agricultura Orgânica do Sul do Brasil. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9221

Resumo

A agricultura orgânica oportuniza a revisão das relações de cooperação e de competitividade no agronegócio brasileiro, possibilitando, desta forma, o estabelecimento de um relativo equilíbrio de forças entre os agentes das cadeias produtivas de alimentos, por meio de estratégias associadas às mudanças nos padrões de consumo e da conscientização ecológica. Trata-se de uma proposta de revisão das formas de produção, onde a busca pelo desenvolvimento deverá ocorrer sem a destruição dos recursos naturais. O mercado de alimentos orgânicos está em fase de estruturação, caracterizando-se principalmente pela existência de uma grande diversidade de relações com o mercado. Este artigo apresenta o resultado do levantamento realizado junto a cinco organizações de agricultores nos Estados do Paraná e do Rio Grande do Sul. Esse levantamento teve como objetivo propiciar a análise das estratégias de marketing adotadas por esses agricultores e das oportunidades de agregação de valor aos seus produtos.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.