Distribuição Espacial de Albizia niopoides (Leguminosae) em Remanescentes de Chaco Brasileiro
PDF

Palavras-chave

Fabaceae
vegetação chaquenha
Porto Murtinho
Farinha seca

Como Citar

Neves, I. M., Seleme, E. P., & Sartori, Ângela L. B. (2009). Distribuição Espacial de Albizia niopoides (Leguminosae) em Remanescentes de Chaco Brasileiro. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9220

Resumo

Albizia niopoides possui potencial madeireiro e na produção de papel, além de ser amplamente utilizada em reflorestamentos para a recuperação de áreas degradadas. Neste trabalho objetivou-se analisar a distribuição espacial de Albizia niopoides em dois remanescentes de Chaco Florestado, localizados em Porto Murtinho, MS, Brasil. Para realizar a amostragem, em cada remanescente foram estabelecidas duas parcelas descontínuas de 50 m X 50 m totalizando uma área amostral de 1,0 ha. Em todas as parcelas foram registrados os indivíduos com perímetro a altura do peito (PAP) igual ou maior a 10 cm e para cada indivíduo registrado, foi mensurada a altura total em metros. A distribuição espacial foi determinada através do Índice de Dispersão de Morisita cuja significância foi testada através do teste F. O índice de Dispersão de Morisita foi de 1,18 na área 1 e 0,98 na área 2, indicando um padrão agregado e regular, respectivamente.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.