Avaliação da produtividade de videira (Vitis labrusca) variedade Rúbea sob diferentes porta-enxertos, cultivada sem sistema de produção orgânico
PDF

Palavras-chave

Agroecologia
fruticultura orgânica
qualidade da fruta.

Como Citar

de Carvalho Gasparotto, A., Silvano Messias, S., Cacere Almagro, A., Ganziroli Caldas, R., Bischof Pian, L., de Biase, R., Bueno Cadamuro, R., & Alves Sena, J. O. (2009). Avaliação da produtividade de videira (Vitis labrusca) variedade Rúbea sob diferentes porta-enxertos, cultivada sem sistema de produção orgânico. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9211

Resumo

O presente trabalho teve por objetivo avaliar a produtividade da uva Vitis labrusca cv Rúbea cultivada com bases agroecológicas na região noroeste do Paraná, PR, em função de porta-enxertos. O experimento foi conduzido no ano de 2008, na Fazenda Experimental de Iguatemi (FEI) pertencente à Universidade Estadual de Maringá (UEM), localizada no distrito de Iguatemi, Maringá, Paraná, Brasil, em área certificada como orgânica. O vinhedo foi estabelecido em novembro de 2001, com espaçamento 2x2m, no sistema de condução espaldeira. Os tratamentos a serem avaliados, se constituem de três combinações de enxerto x porta-enxertos: Rubea/420 A, Rubea/IAC 572 e Rubea/IAC 766. Dos resultados observados nota-se que as interações enxerto/porta-enxertos testadas não apresentaram diferenças significativas entre si, o que demonstra que a variedade de porta-enxertos não interferiu na produtividade.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.