A Organização do Trabalho em Agroecossistemas com Barragens Subterrâneas no Semiárido Brasileiro
PDF

Palavras-chave

pluriatividade
captação e armazenamento de água da chuva
agricultura familiar.

Como Citar

Barbosa Ferreira, G., Moreira, M. M., Chaves, V. C., da Silva, M. S. L., Baptista da Costa, M. B., Alves, C. de A., & Meira, R. A. (2009). A Organização do Trabalho em Agroecossistemas com Barragens Subterrâneas no Semiárido Brasileiro. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9203

Resumo

Esse estudo analisou a organização do trabalho e a relação com as tecnologias de captação e armazenamento de água de chuva no semiárido brasileiro, principalmente a barragem subterrânea, em quatro agroecossistemas de Pernambuco e da Paraíba. Foram utilizadas metodologias qualitativas e quantitativas, baseadas no Marco para a Avaliação de Sistemas de Manejo de Recursos Naturais (MESMIS) e dados gerados por diálogos construídos através das ferramentas do Diagnóstico Rural Participativo (DRP). A maioria dos entrevistados atribuiu a pluriatividade uma estratégia de aumentar a renda da família e assim possibilitar a reprodução social, econômica e ambiental desta. Mas ressalta-se que apesar de exercerem atividades não-agrícolas, não perderam o vínculo com a agricultura, atividade que exercem associada a não-agrícola. Assim, observou-se que a pluriatividade é vista como algo necessário, mas não definitivo, caso exista a possibilidade da família sobreviver com as atividades agrícolas.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.