Pesquisadores e agricultores investigam a ciclagem de nutrientes de árvores da Mata Atlântica
PDF

Palavras-chave

metodologias participativas
integração de saberes
evolução de C-CO2
índices de decomposição
árvores nativas.

Como Citar

Duarte, E. M., Cardoso, I. M., Mendonça, M. A., & Stijnen, T. (2009). Pesquisadores e agricultores investigam a ciclagem de nutrientes de árvores da Mata Atlântica. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9166

Resumo

Sistemas agroflorestais são considerados formas de uso sustentável dos agroecossistemas. Na Zona da Mata mineira, agricultores utilizam nos cafezais, árvores nativas. Devido o aporte de material senescente, elas protegem e melhoram a qualidade do solo. Entretanto, pouco se conhecia sobre a ciclagem de nutrientes por elas realizada. Este trabalho objetivou avaliar junto aos agricultores, a composição, decomposição e liberação de nutrientes de resíduos dessas árvores. Para isso proporcionou-se momentos de integração de agricultores e pesquisadores. Em laboratório, por respirometria mediu-se a decomposição dos resíduos. Determinou-se os teores de C, N, P, lignina e polifenóis. Z. tuberculosa, S. macranthera, E. verna e A. sellowiana apresentaram decomposição mais rápida do que P. americana, L. grandiflora e I. subnuda. Estas três espécies apresentaram maiores relações LG/N e (LG + PP)/N, as quais apresentaram correlação negativa entre o C-CO2 evoluído dos resíduos. Tais resultados, apropriados pelos agricultores podem contribuir para construir agroecossistemas mais sustentáveis.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.