Qualidade de Mudas de Couve-chinesa em Função de Substratos e de Adubações
PDF

Palavras-chave

Brassica pekinensis (Lou.) Rupr. biofertilizante
produção mudas.

Como Citar

Meinerz, C. C., Müller, S. F., Schmidt, M. A. H., & Echer, M. de M. (2009). Qualidade de Mudas de Couve-chinesa em Função de Substratos e de Adubações. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9070

Resumo

A produção de mudas de qualidade é o ponto de partida para boas produtividades. O objetivo foi avaliar o efeito dos substratos (Biomix, Plantmax, composto e fibra de coco) e adubações das mudas (Super Magro a 3, 6 e 9%, Ouro Verde, e testemunha) na qualidade de mudas de couve-chinesa. As adubações ocorreram aos 10, 12, 14 e 16 dias após a semeadura (DAS), e aos 19 DAS avaliou-se o número de folhas, estabilidade de torrão, massa seca de parte aérea e do sistema radicular. A estabilidade do torrão foi maior no uso de fibra de coco e Biomix, independente da adubação. O número de folhas foi maior para Biomix e composto, juntamente com o uso de adubação, mesmo fato observado para a massa seca de parte aérea. A relação parte aérea/raiz foi maior no uso de Biomix e composto, bem como pelo uso de Ouro Verde e Super Magro (9%). Não foram observadas diferenças para massa seca de raízes. O composto se mostrou igual ao Biomix, e a adubação com Super Magro teve efeito positivo na qualidade das mudas.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.