Análise-diagnóstico do Sistema Agrário do Pré-Assentamento Oziel Alves II, em Planaltina, DF
PDF

Palavras-chave

unidade produtiva
reforma agrária
MST
campesinato

Como Citar

de Moura, L. H. G., & Lombardi, A. C. (2009). Análise-diagnóstico do Sistema Agrário do Pré-Assentamento Oziel Alves II, em Planaltina, DF. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9058

Resumo

O manejo das unidades produtivas (UP) em um pré-assentamento da reforma agrária é baseado em uma situação dialética: as famílias acessam a terra, porém a irregularidade deste acesso as priva de acessar as políticas públicas destinada aos assentamentos rurais. Este trabalho utilizou da análise-diagnóstico dos sistemas agrários para compreender os manejos realizados pelos camponeses do pré-assentamento Oziel Alves II, em Planaltina (DF). Com base nesta metodologia, definiu duas tipologias: trabalhadores rurais com meios de produção (TRMP) e trabalhadores rurais desprovidos de meios de produção (TRDMP). Constatou-se que os TRDMP não utilizam toda sua UP. Os TRMP ocupam além de sua própria UP, as áreas ociosas remanescentes dos TRDMP. A diversidade de culturas agrícolas e de subsistemas também se apresenta como diferencial dentre as tipologias. Os principais gargalos identificados foram o manejo da brachiaria sp. e da fertilidade do sistema.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.