Produtividade e Rentabilidade da Soja cultivada com Fontes Alternativas de Nutrientes em Guarapuava-PR
PDF

Palavras-chave

Soja
rentabilidade
produtividade
biofertilizantes.

Como Citar

Meert, L., Leandro Michalovicz, L., Kölln, O. T., Ribas, C., & Ortolan, F. (2009). Produtividade e Rentabilidade da Soja cultivada com Fontes Alternativas de Nutrientes em Guarapuava-PR. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9050

Resumo

Este estudo visa avaliar fontes alternativas de nutrientes com um experimento de longo prazo em Guarapuava. Instalado em 2005 com 5 repetições 4 tratamentos que na soja foram: T1=250 kg 00-20-20 kg ha-1; T2=T1+2.000 kg pó de basalto ha-1; T3=4.000 kg pó de basalto ha-1; T4=1.000 kg adubo da independência ha-1. T3 e T4 receberam 3 pulverizações foliares com os biofertilizantes uréia líquida UL e supermagro SM respectivamente aos 60, 72 e 80 DAE. A produtividade de soja T1, T2 e T3 foram superiores à T4. Com relação a rentabilidade, houve superioridade de T3 (40%) em relação a T1 (29%) e T2 (31%). T4 (22%) trouxe menor retorno econômico que T1 e T2 diferindo de estudos anteriores que T4 foi superior a T1 e T2.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.