Desenvolvimento Comunitário gerando Cidadania em Comunidades da Região Semi-árida do Nordeste Brasileiro
PDF

Palavras-chave

Inclusão Social
Extensão
Transição Agroecológica

Como Citar

TRAJANO DOS SANTOS, J. A., & Feitosa de Souza, T. A. (2009). Desenvolvimento Comunitário gerando Cidadania em Comunidades da Região Semi-árida do Nordeste Brasileiro. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9042

Resumo

Atendendo solicitação do Comitê Nacional de Entidades no Combate a Fome pela Vida – COEP – junto a EMBRAPA Algodão, foi criado em 2000 o Projeto Algodão: Tecnologia e Cidadania. O Projeto foi implantado no Assentamento Margarida Maria Alves I, localizado no município de Juarez Távora-PB, tendo como objetivo o desenvolvimento comunitário, a geração de emprego e renda, bem como o desenvolvimento do capital humano, valorizando a cultura local e o associativismo, na busca pela libertação do individualismo, prática comum nas comunidades da região. Em parceria com a FINEP, foi adquirida e instalada uma mini-usina de descaroçamento de algodão, capacitação e acompanhamento das atividades agrícolas, além de entrega e repasses de matrizes de caprinos e ovinos. Além dos atores locais, participaram dos trabalhos um coordenador técnico da EMBRAPA Algodão, dois bolsistas do CNPq, sendo um engenheiro agrônomo e um técnico agrícola.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.