Diagnóstico do Setor Produtivo e da Comercialização da Castanha-do-Brasil (Bertholletia excelsa Bonpl.) no Território Sul do Amapá
PDF

Palavras-chave

Extrativismo
Castanha-do-Brasil
Pesquisa-Participativa
Amapá

Como Citar

Sousa, W. P. de, & Euler, A. M. C. (2009). Diagnóstico do Setor Produtivo e da Comercialização da Castanha-do-Brasil (Bertholletia excelsa Bonpl.) no Território Sul do Amapá. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/9009

Resumo

Este estudo caracteriza o extrativismo da castanha-do-brasil (Bertholletia exclesa Bonpl.), sua estrutura de comercialização e relações sociais na região sul do Amapá. Esta atividade econômica vem perdendo importância, embora represente a principal fonte de subsistência para centenas de famílias que habitam áreas protegidas criadas exatamente para garantir a sustentabilidade do extrativismo e a conservação ambiental. Para entender este paradoxo e construir soluções tecnológicas para reverter este quadro a Embrapa Amapá desenvolve desde 2007 pesquisa participativa com 22 comunidades e 151 famílias da RESEX Rio Cajari, RDS Iratapuru e PAE Maracá. Os resultados demonstram que a instabilidade do mercado e dos preços tem afetado o interesse dos produtores por esta atividade e aumentado a participação da agricultura na composição da renda familiar, sendo fundamental investimentos em logística, armazenamento e a garantia de acesso dos produtores à política federal de preço mínimo.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.