Ensaio Regional de Milho Crioulo: Estratégia Participativa para a Conservação da Agrobiodiversidade no Norte de Minas Gerais
PDF

Como Citar

de Almeida Silva, N. C., Salles Teixeira, T., da Silva Brandão Júnior, D., Alves Lopes, N. F., Alvarenga, A. C., & Platão Rocha, G. (2009). Ensaio Regional de Milho Crioulo: Estratégia Participativa para a Conservação da Agrobiodiversidade no Norte de Minas Gerais. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8981

Resumo

Este trabalho teve com objetivo caracterizar variedades crioulas tradicionalmente produzidas em diferentes regiões edafoclimáticas do Norte de Minas Gerais, segundo alguns atributos morfológicos e agronômicos. O experimento foi conduzido em condições de sequeiro, na Área de Experimentação e Formação em Agroecologia do Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas – CAA/NM, em Montes Claros – MG. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, com três repetições. Em geral, foram constatadas características morfoagronômicas satisfatórias para as variedades crioulas quando comparadas às variedades inscritas no Registro Nacional de Cultivares (Br 106 e Híbrido Duplo). A variedade Coruja apresentou o melhor rendimento de grãos. Durante a colheita e a avaliação participativa, o Grupo composto por agricultores, técnicos e estudantes discutiu a importância do ensaio enquanto instrumento não só para a introdução de novas variedades aos seus respectivos agroecossistemas, mas também como ferramenta para o melhoramento genético participativo descentralizado.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.