Análise emergética de um sistema integrado de produção inovador: a Fazenda Jardim de Marcelo Guimarães Melo em Minas Gerais.
PDF

Palavras-chave

Microdestilarias de álcool
Análise emergética
Sustentabilidade

Como Citar

Ortega, E., Souza, A. M., & Storfer, J. (2009). Análise emergética de um sistema integrado de produção inovador: a Fazenda Jardim de Marcelo Guimarães Melo em Minas Gerais. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8962

Resumo

Foi estudado um SIPAES (sistema integrado de produção de alimentos, energia e serviços ambientais) muito importante para a formulação de políticas públicas pois atende as exigências sociais, ambientais e econômicas. A Fazenda Jardim (Minas Gerais) engorda gado, produz álcool e esterco (devido a incorporação de uma microdestilaria) e recompõe e usa sustentavelmente a mata nativa, porém não recebe dinheiro pelos serviços ambientais. O projeto venceu o desafio tecnológico (qualidade e custo do produto), mas deve superar as restrições que afetam a venda do etanol produzido pelos pequenos agricultores. A comparação emergética com uma usina padrão indica que o SIPAES apresenta maior renovabilidade (%Ren); melhor relação benefício/custo ambiental (R/F); menor investimento econômico (EIR); e mais trabalho de melhor qualidade. O projeto está sendo adaptado no Rio Grande do Sul e São Paulo, mas tem grande potencial de aplicação dentro e fora do país.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.