Produtividade De Três Variedades De Milho (Zea mays) Cultivado Sob Manejo Orgânico Em Função De Diferentes Doses De Adubação
PDF

Palavras-chave

Esterco de peru
Yoorin Mg
Produção orgânica.

Como Citar

Cieslik, L. F., Farinacio, D., Filho, L. C. P., Godoy, W. I., da Silva, C. L., & Signorini, A. A. (2009). Produtividade De Três Variedades De Milho (Zea mays) Cultivado Sob Manejo Orgânico Em Função De Diferentes Doses De Adubação. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8933

Resumo

A cultura do milho é muito praticada em nível de pequena propriedade. A adubação possibilita aumentos na produtividade, sendo importante a procura por alternativas eficientes, de baixo custo e aplicáveis no sistema de produção orgânica. Os resíduos da atividade avícola requerem um destino correto. Desse modo avalia-se o efeito da cama de peru na adubação da cultura do milho e busca-se uma fonte de emprego no manejo orgânico para complementar as exigências nutricionais da cultura. Foram avaliadas três variedades de polinização aberta, havendo doze tratamentos, com quatro repetições: dose recomendada pela análise do solo; 50% acima da dose recomendada; 100% acima da dose recomendada; 150% acima da dose recomendada. Foi analisada a produtividade, relacionando as variedades com as doses empregadas. As doses maiores de adubação (D3 e D4) resultaram em incremento na produtividade em relação às doses menores (D1 e D2). As variedades SCS 155 e IPR 114 foram mais produtivas que a SCS 154.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.