Avaliação do Valor Fertilizante de Tortas Oleaginosas para Adubação Orgânica
PDF

Palavras-chave

biodiesel
co-produto
teores de nitrogênio

Como Citar

Carvalho, M. G., & Costa, A. (2009). Avaliação do Valor Fertilizante de Tortas Oleaginosas para Adubação Orgânica. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8833

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar tortas oleaginosas como fertilizantes orgânicos utilizando-se tortas de mamona, nabo forrageiro e pinhão manso, em comparação à uréia. As tortas foram analisadas para determinar os teores de nutrientes, as quantidades aplicadas ao solo foram equiparadas pelos teores de nitrogênio de cada fonte, inclusive a uréia, usando-se o equivalente a 0, 50, 100 e 150 mg por kg de solo. Foram utilizados dois tipos de solo, um argiloso e outro arenoso. Nos vasos, foi semeado milho, mantendo-se duas plantas por vaso. No cultivo foi avaliando a massa seca da parte aérea e das raízes. Quando comparado ao tratamento que recebeu uréia no solo argiloso, as tortas de mamona, nabo forrageiro e pinhão manso apresentaram eficiência média de 46%, 57% e 53%, respectivamente, e solo arenoso essa eficiência foi 80%, 86% e 89%, respectivamente. Portanto, as tortas de oleaginosas são eficientes, porém têm sua eficiência condicionada pelas restrições de fertilidade do solo.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.