Avaliação da Rentabilidade Econômica de Diferentes Variedades de Milho Submetidas a Quatro Níveis de Adubação
PDF

Palavras-chave

Viabilidade econômica
Produtividade
Produção orgânica

Como Citar

Cieslik, L. F., Plucinski Filho, L. C., Borsatti, F., Godoy, W. I., Talheimer, R., & Lucini, M. (2009). Avaliação da Rentabilidade Econômica de Diferentes Variedades de Milho Submetidas a Quatro Níveis de Adubação. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8828

Resumo

A cultura do milho é bastante responsiva à adubação. Na agricultura orgânica, fontes alternativas são necessárias, a fim de suprir as exigências nutricionais da cultura. Neste trabalho objetivou-se avaliar a rentabilidade econômica de três variedades de milho (IPR 114, SCS 154 e SCS 155) desenvolvidas sob uma perspectiva de produção orgânica em função de quatro níveis de adubação, utilizando-se esterco de peru e Yoorin Mg como fontes de nutrientes. A análise econômica teve como base os valores de comercialização e dos custos de adubação. Não houve diferença significativa na rentabilidade entre as diferentes doses utilizadas no experimento. A variedade SCS 155 apresentou rentabilidade superior a SCS 154, demonstrando a importância da escolha correta da variedade e do manejo.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.