BIODIVERSIDADE DE ESPÉCIES DE INSETOS NA CULTURA DE MILHO CULTIVADO NO SISTEMA ORGÂNICO
PDF

Palavras-chave

milho orgânico
insetos pragas
controle biológico

Como Citar

Cruz, I. (2009). BIODIVERSIDADE DE ESPÉCIES DE INSETOS NA CULTURA DE MILHO CULTIVADO NO SISTEMA ORGÂNICO. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8792

Resumo

A Embrapa Milho e Sorgo vem pesquisando já há alguns anos a relação entre as principais pragas de milho e os seus principais agentes de controle naturais. São atualmente conhecidas mais de 20 espécies benéficas (Neuroptera, Coleoptera, Hymenoptera, Dermaptera e Diptera), com potencialidade para restabelecer o equilíbrio bioecológico em favor da agricultura brasileira. São espécies conhecidas ou novas espécies cujo conhecimento acumulado permitem projetar a possibilidade de se ter boas produtividades agrícolas sem drasticamente afetarem o ambiente agrícola. Muitas delas podem ser produzidas em escala (biofábricas), através de cooperativas ou associações de produtores rurais, servindo não só para uso na lavoura mas também para gerar emprego e renda no meio rural.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.