Decomposição de feijão-de-porco e lab-lab em quatro épocas de corte em cafezal na Zona da Mata de Minas Gerais
PDF

Palavras-chave

Nitrogênio
adubos verdes
nutrientes.

Como Citar

Moreira, G. M., Barrella, T. P., de Oliveira, R. M., Goulart, P. L., Pereira, L. C., Silva Santos, R. H., & Fontanétti, A. (2009). Decomposição de feijão-de-porco e lab-lab em quatro épocas de corte em cafezal na Zona da Mata de Minas Gerais. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8769

Resumo

O trabalho foi desenvolvido no município de Rio Pomba MG, em uma lavoura de café Oeiras. Objetivo foi avaliar o processo de decomposição de dois adubos verdes (Feijão-de-porco e Lab-lab) em quatro épocas diferentes de corte 1, 2, 3 e 4 meses de idade. As leguminosas foram colocadas em amostras de 50g de matéria fresca sobre o solo e a perda de massa foi avaliada em oito datas durante 60 dias. A perda de massa do feijão-de-porco foi mais rápida quando o corte foi aos 30 dias, com T½ de 10,45 dias. Nos outros períodos de corte o T½ foi de 23,65; 20,75 e 25,2 dias para os cortes aos 60, 90 e 120 dias, respectivamente. Já o lab-lab é apresentado na Figura 2 e apresentou um T½ de 11,1; 18; 19 e 22,5 dias para as épocas de corte aos 30, 60 90 e 120 dias, respectivamente.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.