Flutuação de Helicoverpa zea (BODIE1850) (LEPIDOPTERA:NOCTUIDAE) em milho no sistema orgânico
PDF

Palavras-chave

Sistema consorciado
sistema orgânico
lagarta- da- espiga
pragas
incidência.

Como Citar

de Souza Paula, C., Lopes Leão, M., Esteves Ferreira, T., Fernandes da Silva, I., Cruz, I., Gangana Castro, A. L., & de Jesus Menezes, A. P. (2009). Flutuação de Helicoverpa zea (BODIE1850) (LEPIDOPTERA:NOCTUIDAE) em milho no sistema orgânico. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8757

Resumo

A lagarta-da-espiga, Helicoverpa zea (Boddie, 1850) (Lepidoptera: Noctuidae) é uma praga que pode comprometer a produtividade do milho cultivado no sistema orgânico. Este experimento foi realizado na Embrapa Milho e Sorgo em Sete Lagoas MG, com o objetivo de verificar se a utilização do consorcio milho/feijão poderia influenciar a incidência da praga. Para isto foi semeado em área orgânica a variedade de milho BR 106 solteiro ou consorciado com feijão. A partir do início da formação das espigas foram amostradas em cada uma de 24 parcelas/sistema de cultivo, 10 plantas ao acaso. Os resultados indicaram a presença da praga em todas as amostragens. No entanto, em praticamente todas elas, maior ocorrência foi obtida nas parcelas em que o milho foi semeado em monocultura, indicando uma efeito benéfico do consorcio, na redução da incidência da praga na espiga, neste sistema.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.