A Produção da Erva-Mate na Perspectiva da História Ambiental
PDF

Palavras-chave

população tradicional
caboclo
agroecologia
extrativismo

Como Citar

Gerhardt, M., & Nodari, E. S. (2009). A Produção da Erva-Mate na Perspectiva da História Ambiental. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8746

Resumo

A pesquisa visa estudar as práticas de extração e produção de erva-mate nativa e de manejo agroflorestal empregadas pelas populações tradicionais do sul do Brasil na segunda metade do século XIX e início do XX. Utiliza a abordagem e a metodologia da História Ambiental, especificamente a interpretação de documentos oficiais e de testemunhos redigidos por cronistas e viajantes e dialoga com diversas áreas do conhecimento como a botânica, a agronomia e a geografia. Os resultados parciais apontam para a existência de um intenso extrativismo vegetal do mate, combinado com a pequena agricultura, a pecuária, a caça, a pesca e a coleta, bem como para a formação de complexas relações sociais e culturais. O extrativismo praticado por populações tradicinais do sul do Brasil se aproxima, portanto, dos princípios contemporâneos da agroecologia e do conceito de agroecossistemas.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.