Sistema Agrossilvipastoril para Convivência com o Semi-Árido Sergipano
PDF

Palavras-chave

agricultura familiar
produção animal
agroecologia

Como Citar

Sá, C. O. de, Sá, J. L. de, Nobre, G. F., Rangel, J. H. de A., & Muniz, E. N. (2009). Sistema Agrossilvipastoril para Convivência com o Semi-Árido Sergipano. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8669

Resumo

Os sistemas de produção do semi-árido são vulneráveis a seca e pouco diversificados, o que contribui para uma situação de não sustentabilidade. As tecnologias para desenvolver a produção em sistemas agrossilvipastoris existem para a região, mas são inacessíveis para os agricultores. Este trabalho foi realizado com o objetivo de adequar o sistema agrossilvipastoril com a realidade do agricultor familiar do semi-árido sergipano identificando as dificuldades e potencialidades para a sua adoção. Para tanto, foi realizado uma caracterização dos sistemas de produção em Nossa Senhora da Glória-SE através de entrevistas com agricultores familiares. Após diagnóstico, seis sistemas representativos foram selecionados. As propriedades foram georeferenciadas e mapeadas para definição das formas de uso da terra. As informações foram socializadas através de reuniões territoriais o que possibilitou a sistematização das potencialidades e dificuldades para a implantação de sistemas agrossilvipastoris.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.