A AGROECOLOGIA NA COMUNIDADE EMILIANO ZAPATA E A RE-SIGNIFICAÇÃO DO CAMPO
PDF

Palavras-chave

subsistência
autoconsumo
agricultura camponesa

Como Citar

Moreira, S. dos S., Harder, E., & Valadão, A. da C. (2009). A AGROECOLOGIA NA COMUNIDADE EMILIANO ZAPATA E A RE-SIGNIFICAÇÃO DO CAMPO. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8668

Resumo

O objetivo deste trabalho é demonstrar a insuficiência dos conceitos de “subsistência” e “autoconsumo”, para designar a realidade em construção a partir da agroecologia e do processo de organização dos movimentos sociais do campo. Para tanto, utilizamos o instrumental da pesquisa qualitativa para a analisar a prática social da Comunidade Emiliano Zapata, situada no Município de Ponta Grossa (PR). Desta forma, o presente trabalho aponta a necessidade de um novo conceito que retrate esta realidade em sua totalidade. A partir deste estudo pode-se fazer um indicativo do sustento familiar como um possível conceito adequado, para aprofundar estes indicadores.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.