Carbono Orgânico Particulado e Matéria Orgânica Leve em Água sob Cultivo em Sistema de Aléias, São Luis, MA
PDF

Palavras-chave

fracionamento granulométrico
qualidade dos resíduos vegetais
biomassa.

Como Citar

Ferreira, E. P., Loss, A., Pereira, M. G., Santos, L. L. dos, & Ferraz Júnior, A. de L. (2009). Carbono Orgânico Particulado e Matéria Orgânica Leve em Água sob Cultivo em Sistema de Aléias, São Luis, MA. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8641

Resumo

O sistema de cultivo em aléias na região dos trópicos úmidos pode aumentar os teores de matéria orgânica particulada. O objetivo deste trabalho foi avaliar o aporte de carbono orgânico particulado (COp) e matéria orgânica leve em água (MOL) em sistema de cultivo em aléias no Maranhão. Foram avaliadas duas espécies de leguminosas de alta qualidade de resíduos – leucena (L) e guandu (G), e duas espécies de baixa qualidade, sombreiro (S) e acácia (A), combinadas entre si, nos seguintes tratamentos: S+G; L+G, S+L, A+G, L+A e testemunha, sem leguminosas. Foi quantificado o carbono orgânico total (COT) e realizado o fracionamento granulométrico do COT, obtendo o COp e o COam. Também se quantificou a MOL. A área de L+G apresentou os maiores teores de COp (0-5 cm), enquanto que em 5-10 cm, este padrão foi observado na área com A+G, que também apresentou os maiores valores de MOL. O sistema de cultivo em aléias aumentou os teores de COT, COp e MOL quando comparado à área testemunha.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.