Análise da Comercialização de Produtos de Agricultores Familiares do Projeto Agroextrativista Praialta-Piranheira (PAE) A Partir de Um Barqueiro Atravessador, em Nova Ipixuna – Sudeste do Pará.
PDF

Palavras-chave

Agricultura familiar
rede comercial
extrativismo vegetal

Como Citar

Cruz, W. P. da, Almeida, M. F. de, Feitosa, L. L., & Pereira, C. N. (2009). Análise da Comercialização de Produtos de Agricultores Familiares do Projeto Agroextrativista Praialta-Piranheira (PAE) A Partir de Um Barqueiro Atravessador, em Nova Ipixuna – Sudeste do Pará. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8634

Resumo

Com o objetivo de analisar as relações comerciais estabelecidas entre os agricultores familiares ribeirinhos no Projeto de Assentamento Agroextrativista (PAE) e os atravessadores barqueiros compradores dos seus produtos. A metodologia usada nesse estudo utilizou questionário semi-estruturado, aplicados com o único barqueiro atravessador na ativa no PAE e 10 agricultores fornecedores, totalizando 11 entrevistados, utilizando-se o enfoque sistêmico. Foi possível identificar que essa rede mercantil tende a extinção devido a fatores como: a produção decrescente de cupuaçu e castanha-do-pará (principais produtos comercializados) dos agricultores ribeirinhos; a presença de estradas deficientes de acesso aos lotes ribeirinhos; a idade avançada do único barqueiro atravessador na ativa. Em geral a existência dessa rede mercantil, mesmo com todas as adversidades, contribui para a existência de práticas produtivas sustentáveis nos lotes dos agricultores fornecedores.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.