Estudo de caso no território sudeste do estado do pará. Um assentamento, uma família, um projeto de vida e o Pronaf: como a visão sistêmica contribui?
PDF

Palavras-chave

agricultura familiar
abordagem sistêmica.

Como Citar

NOGUEIRA, A. C. N. (2009). Estudo de caso no território sudeste do estado do pará. Um assentamento, uma família, um projeto de vida e o Pronaf: como a visão sistêmica contribui?. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8604

Resumo

Atualmente o território sudeste do Pará, concentra cerca de 500 áreas transformadas oficialmente em assentamentos rurais. Passada mais de uma década de investimentos, ainda se percebe uma grande dificuldade na definição das prioridades de investimento na agricultura familiar regional e isto se deve em muito a diversidade sócio-ambiental e a dificuldade de se compreender e valorizar as potencialidades contidas em cada sistema de produção envolvido no processo de desenvolvimento. A falta de uma visão menos reducionista (dimensão produtiva) aumenta as dificuldades de se pensar em uma aplicação da abordagem sistêmica voltada para aprimorar a atual política agrícola, em especial à recente mudança do Programa de apoio à agricultura familiar: o Pronaf Sistêmico. Diante de tal desafio, este estudo busca simplesmente analisar um estudo de caso onde a estrutura do funcionamento de um agroecossistema explicita a interdependência contida na trajetória familiar, estrutura atual do sistema de produção e seus projetos futuros. Esta síntese faz parte de um percurso técnico formativo e ajuda a melhor compreender a diversidade sócio-ambiental do universo particular da agricultura familiar em uma região que tem como maior desafio fixar famílias que ainda carregam uma forte herança pessoal de processos migratórios recentes.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.