Sistemas Agroflorestais da Zona da Mata de Minas Gerais: Entendendo o Uso de Árvores em Pastagem.
PDF

Palavras-chave

Agroecologia
Agricultura Familiar
Integração animal
experimentação participativa
sistematização

Como Citar

Meier, M., Loreiro de Sousa, Y. W., Freitas Mendes, M. P., Ramos, N. C., de Freitas, A. F., Silva, B. de M., Santos, P. R. dos, Garcia, F. C. P., & Cardoso, I. M. (2009). Sistemas Agroflorestais da Zona da Mata de Minas Gerais: Entendendo o Uso de Árvores em Pastagem. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8593

Resumo

Desde 1994 agricultores/as de Araponga, Zona da Mata/MG, participam de experimentações participativas com sistemas agroflorestais (SAFs). Atualmente existe uma parceria entre famílias da Associação da Agricultura Familiar de Araponga, o Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata e os Departamentos de Solos, Zootecnia, Biologia Vegetal e Veterinária da Universidade Federal de Viçosa, visando potencializar a criação animal nas propriedades. Como parte deste projeto foram feitos, junto com estudantes da Escola Família Agrícola Puris, levantamentos das árvores de três pastagens e entrevistas semi-estruturadas com as famílias sobre o uso e as interações das árvores com a pastagem. Parâmetros silviculturais e pontos georeferenciados também foram levantados. As entrevistas apontaram que, se adequadamente escolhidas as espécies e se bem manejadas, as árvores beneficiam a pastagem além de oferecerem outros benefícios à propriedade.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.