Avaliação do Uso de Pó de Basalto e Hiperfosfato de Gafsa na Cultura de Milho em Sucessão a Coquetel de Adubos Verdes no Município de Bituruna-PR
PDF

Palavras-chave

-de-basalto
Adubação Verde
Agroecologia
Milho
Fertilizante

Como Citar

Nalon, J. M., & Oliveira, J. R. F. de. (2009). Avaliação do Uso de Pó de Basalto e Hiperfosfato de Gafsa na Cultura de Milho em Sucessão a Coquetel de Adubos Verdes no Município de Bituruna-PR. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8561

Resumo

A cultura do milho tem grande importância no município de Bituruna, constituído em sua grande maioria por pequenos produtores. Os altos custos de implantação dessa cultura, como sementes e fertilizantes químicos, torna-se um entrave à sua boa produção. Dessa forma, busca-se alternativas para diminuir os custos e dar mais sustentabilidade econômica e ambiental. Com este objetivo foram testadas diferentes dosagens de pó de basalto e fosfato de gafsa à produção de milho. As dosagens utilizadas foram de 1.000, 2.000 e 4.000 kg/há de pó de basalto e de 500 kg de fosfato de gafsa, na testemunha não foi utilizada nenhuma adubação, não foi aplicado uréia. Não foram constatadas diferenças estatísticas significantes. Deve-se ressalvar à importância da continuação desse trabalho, pois a construção da fertilidade dos solos é um processo a ser desenvolvido ao longo do tempo, assim o curto espaço de tempo de avaliação deve ser encarado como um limitante para conclusões mais definitivas.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.