Plantas Medicinais no Controle Alternativo de Verminose em Ovinos
PDF

Palavras-chave

fitoterapia
nematóides gastrintestinais
ovinocultura
coprocultura quantitativa.

Como Citar

Nogueira, F. A., Silva, P. N., Souza, M. F., Duarte, E. R., & Martins, E. R. (2009). Plantas Medicinais no Controle Alternativo de Verminose em Ovinos. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8507

Resumo

A rápida seleção de nematoides resistentes a anti-helmínticos limita o sucesso do controle das helmintoses gastrintestinais de ovinos em vários países, fomentando a busca de novas alternativas. Pesquisas utilizando extratos de plantas para esse controle têm demonstrado resultados promissores. O objetivo do trabalho foi avaliar a atividade anti-helmíntica de plantas, frequentemente encontradas no Norte de Minas Gerais, sobre trichostrongilídeos de ovinos. As espécies Annona crassiflora, Hymenaea stigonocarpa, Magonia pubescens e Tamarindus indica foram avaliadas in vitro sobre o desenvolvimento larval de trichostrongilídeos de ovinos. O extrato aquoso de sementes de A. crassiflora, apresentou eficácia de 99,4%, não diferindo estatisticamente do grupo de coproculturas tratadas com ivermectina (p<0,01). Os resultados obtidos indicam o potencial anti-helmíntico promissor dessa espécie, presentes no Norte de Minas, como uma possível alternativa aos anti-helmínticos sintéticos.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.