Produtividade do Milho E Produção De Fitomassa Em Cultivo Solteiro Ou Consorciado Com Leguminosas Em Três Cenários De Adubação
PDF

Palavras-chave

Consórcios com milho
adubação
pequena propriedade familiar
melhoramento de áreas degradadas.

Como Citar

Dalla Chieza, E., Lovato, T., Rodrigues, J., Pizzani, R., Piaia, A., Tonin, J. M. A., Schaefer, P. E., Joner, G., & Machado, D. S. (2009). Produtividade do Milho E Produção De Fitomassa Em Cultivo Solteiro Ou Consorciado Com Leguminosas Em Três Cenários De Adubação. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8469

Resumo

Ainda são escassos trabalhos que avaliem a recuperação de áreas degradadas concomitantemente com uma prática agrícola de importância socioeconômica. Sob este enfoque foi conduzido um experimento com o objetivo de avaliar o rendimento de grãos da cultura do milho e produção de fitomassa em sistemas de consórcio. O delineamento experimental utilizado foi blocos ao acaso com parcelas subdivididas, com quatro repetições. Os tratamentos foram compostos nas parcelas por milho em cultivo solteiro ou consorciado com: feijão caupí (FC); guandu anão (GA) e mucuna preta (MP), e nas subparcelas pelos cenários de adubação (mineral – NPK; cama de peru e sem adubação). Foi contido o crescimento vegetativo do FC e da MP até a colheita do milho. A produtividade do milho foi inferior no consórcio com FC, não sendo afetada com a MP, e foi superior em todos os consórcio quando adubados com fonte mineral. Os consórcios foram superiores no aporte de fitomassa no sistema em relação ao cultivo solteiro.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.