Avaliações Químicas de Dez Cultivares de Morangueiro Produzidos em Sistema Orgânico na Região Sudoeste do Paraná
PDF

Palavras-chave

Morango
relação SST/AT
qualidade de fruto.

Como Citar

Godoy, W. I., & Borsatti, F. C. (2009). Avaliações Químicas de Dez Cultivares de Morangueiro Produzidos em Sistema Orgânico na Região Sudoeste do Paraná. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8451

Resumo

Este trabalho teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento da cultura do morangueiro, comparando alguns parâmetros de qualidade das cultivares encontradas na região com as cultivares comercializadas. Os tratamentos constaram de sete cultivares de morangueiro comercial: Oso Grande, Saborosa, Galéxia, Dover, Festival, Diamante e Camarosa, e as outras três não identificadas, tradicionalmente cultivadas por produtores da região: São Jorge, Pato Branco, Cascavel. As avaliações foram teor de sólidos solúveis (SST); acidez titulável (AT) e relação SST/AT. A variedade cultivada em São Jorge do Oeste e a cultivar Festival apresentaram respectivamente maior valor para AT e para SST/AT. O menor valor para SST e AT foi da cultivar Dover. As variedades encontradas na região mostraram-se qualitativamente equivalentes às comerciais.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.