A Escola Família Agrícola Como Agente do Desenvolvimento e Fortalecimento da Agricultura Familiar na Região do Vale do Jequitinhonha
PDF

Palavras-chave

Pedagogia da Alternância
Educação no campo
Desenvolvimento Sustentável

Como Citar

Borges Teodoro, R., Lima Quaresma, M. A., & de Souza Tavares, W. (2009). A Escola Família Agrícola Como Agente do Desenvolvimento e Fortalecimento da Agricultura Familiar na Região do Vale do Jequitinhonha. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8416

Resumo

O Vale do Jequitinhonha com suas características intrínsecas, apresenta oito Escolas Família Agrícola dentre as 16 presentes em Minas Gerais. Geridas por agricultores este modelo tem como particularidade a pedagogia da alternância que apresenta reflexos diretos no meio rural. O objetivo do trabalho foi compreender como as EFA’s contribuem para o desenvolvimento e fortalecimento da agricultura familiar no Vale do Jequitinhonha, tendo como objeto de estudo a Escola Família Agroindustrial de Turmalina. Observou-se que o modelo por meio da pedagogia da alternância tem proporcionado uma melhor organização dos produtores via associativismo, melhorias na produtividade agrícola e agregação de valor aos produtos locais, além de qualificar e profissionalizar os jovens e agricultores refletindo assim em melhorias na qualidade de vida e renda das famílias, o que diretamente tem colaborado para diminuição do êxodo rural no Vale.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.