Desenvolvimento do Coquinho-Azedo (Butia capitata) Face à Aplicação de Adubação Mineral e Orgânica No Norte de Minas Gerais
PDF

Palavras-chave

Butia capitata
cerrado
nutrição
extrativismo.

Como Citar

Fernandes Aquino, C., Porto Carneiro, P. A., Dutra de Araújo, V., Ribeiro Fonseca, Érida, Batista Amaral, V., Magalhães, H. M., & Nascimento Lopes, P. S. (2009). Desenvolvimento do Coquinho-Azedo (Butia capitata) Face à Aplicação de Adubação Mineral e Orgânica No Norte de Minas Gerais. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8407

Resumo

O coquinho-azedo Butia capitata (Mart) Becc, é uma palmeira do cerrado que se destaca pela sua importância socioeconômica, constatada pelo elevado consumo dos seus frutos in natura ou na forma de sucos, de sorvetes e de picolés. Objetivou-se avaliar o desenvolvimento do B. capitata em função de diferentes fontes e dosagens de adubos. O experimento foi instalado em delineamento em blocos casualizados, com 5 tratamentos, 4 blocos e 2 plantas por parcela. Os tratamentos foram: sem adubação; 20L de esterco de curral na cova antes do plantio; aplicação mensal de 12,8g de uréia e 8,3g de cloreto de potássio em cobertura; aplicação mensal de 25,6g de uréia e 16,6g de cloreto de potássio em cobertura; aplicação de 20L de esterco de curral na cova antes do plantio e de seis em seis meses. As plantas foram avaliadas por 43 meses pós-plantio. Não houve diferenças estatísticas significativas, sendo as médias encontradas para altura das plantas de 35,38cm, número folhas definitivas 20, comprimento da 1º folha de 85,45cm; 2º folha 86,13cm e 3º folha 86,13cm e diâmetro de 35,38mm.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.