Eficiência do Uso de Extrato Aquoso de Sálvia em Diferentes Concentrações Sobre o Crescimento Micelial de Penicillium sp.
PDF

Palavras-chave

Salvia officinalis L.
infusão
planta medicinal.

Como Citar

Rosal, L. F., Leite, C. D., Maia, A. J., & Faria, C. M. D. R. (2009). Eficiência do Uso de Extrato Aquoso de Sálvia em Diferentes Concentrações Sobre o Crescimento Micelial de Penicillium sp. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8370

Resumo

Com a ocorrência de fitopatógenos cada vez mais resistentes aos agroquímicos, conduziu-se este estudo com o objetivo de avaliar in vitro o efeito do extrato bruto aquoso obtido a partir de folhas de Salvia officinalis L., sobre o desenvolvimento micelial e esporulação do fungo Penicillium sp. O extrato foi obtido a partir da infusão de folhas secas de sálvia acrescida ao meio de cultura BDA nas concentrações 20, 40 e 80%, exceto na testemunha. Inocularam-se discos de micélio de Penicillium sp. mantidos em câmara de crescimento a 22ºC durante 48, 96 e 144 horas. Avaliou-se o crescimento micelial através de medidas opostas da colônia fúngica. Houve eficácia quanto à utilização de extratos de sálvia e, à medida que foi aumentada a concentração do extrato aplicado ao meio de cultivo, reduziu-se progressivamente o crescimento micelial, sendo verificado progresso nulo no desenvolvimento do fungo na concentração 80% após 144 horas de incubação.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.