A Difícil Transição Agroambiental em Quilombos: Um Estudo da Comunidade Barro Vermelho, Restinga Seca, RS
PDF

Palavras-chave

Extensão Rural
Transição agroecológica
Pesquisa participativa

Como Citar

Pérez, F. I. C., Lopes, A. P., Godoy, C. M. T., & Moraes, C. S. (2009). A Difícil Transição Agroambiental em Quilombos: Um Estudo da Comunidade Barro Vermelho, Restinga Seca, RS. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8368

Resumo

O presente trabalho foi realizado com as famílias da comunidade de quilombolas da localidade de Barro Vermelho, localizado no município de Restinga Seca - RS. Estas possuem como atividade principal e fonte de renda o cultivo do fumo, baseando-se no relato das famílias, no decorrer da realização de entrevistas semi-estruturadas. As famílias da comunidade de quilombolas, da comunidade em estudo, sentem a necessidade de um processo de transição agroambiental, mas esbarram em algumas limitações para a concretização deste processo. Este trabalho possui como principal objetivo analisar juntamente com as famílias da comunidade de quilombolas a viabilidade, bem como motivos que inibem o processo de transição agroambiental no município de Restinga Seca - RS.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.