Projeto AFAM - Formação de Agentes Multiplicadores no Estado do Ceará
PDF

Palavras-chave

construção de conhecimento
transição agroecologica
redes
metodologias

Como Citar

Küster, A. S. (2009). Projeto AFAM - Formação de Agentes Multiplicadores no Estado do Ceará. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8314

Resumo

No âmbito do Projeto Agricultura Familiar, Agroecologia e Mercado – AFAM, coordenado pela Fundação Konrad Adenauer, escritório Fortaleza e co-financiado pela União Européia foi iniciada em 2006 a formação de agricultores familiares e de técnicos agrícolas como agentes multiplicadores em agroecologia em três territórios no Ceará, numa parceria com o Núcleo de Iniciativas Comunitárias – NIC, a Agência de Desenvolvimento Econômico Local – ADEL, o Instituto Sesemar, o Centro de Estudos do Trabalho e de Assessoria ao Trabalhador – CETRA e o Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Ceará. Até o momento foram formados 182 agentes, além disso, 880 agricultores/as participaram de cursos específicos como de manejo ecológico ou empreendedorismo solidário. As metodologias desenvolvidas durante os cursos se mostraram estratégicas para a construção do conhecimento agroecológico de forma participativa e incentivaram a formação de redes regionais de agricultores/as agroecológicos/as.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.