O Uso do Solo na Produção de Tintas e no Resgate Social e Cultural das Comunidades Rurais no Município de Linhares no Espírito Santo.
PDF

Palavras-chave

Cores da terra
resgate cultural
sustentabilidade sócio-ambiental

Como Citar

Duarte, D. do N., & Bazoni, A. M. B. (2009). O Uso do Solo na Produção de Tintas e no Resgate Social e Cultural das Comunidades Rurais no Município de Linhares no Espírito Santo. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8299

Resumo

A técnica de pintura com solos, batizada como “Cores da Terra” foi aperfeiçoada por professores, alunos e tintores práticos ligados ao departamento de solos da Universidade Federal de Viçosa - UFV. Através da equipe técnica do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural – Incaper essa tradição foi resgata no Espírito Santo com a organização de várias oficinas de Cores da Terra. A aplicação desta técnica nas comunidades do município de Linhares e região foi rapidamente assimilada em função do seu baixo custo, fácil manejo e sustentabilidade sócio-ambiental. A sua adoção propiciou o resgate cultural, o embelezamento de residências, aproximação dos técnicos com as comunidades mais distantes e carentes, além de ser uma fonte de renda para aqueles que se dispõe a atuar como tintores ou artesãos utilizando essa técnica.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.