Análise Econômica do Cultivo de Cebola em Sistema de Transição para o Agroecológico no Planalto Norte Catarinense
PDF

Palavras-chave

pó de basalto
custo de produção
receita líquida
sustentabilidade

Como Citar

Almeida, E. de, Hanisch, A. L., Sagaz, D. de P., & Putkamer Jr, E. J. (2009). Análise Econômica do Cultivo de Cebola em Sistema de Transição para o Agroecológico no Planalto Norte Catarinense. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8282

Resumo

O presente processo de experimentação participativa teve como tema mobilizador a utilização do pó de basalto na transição agroecológica de sistemas de produção de agricultores familiares do Planalto Norte de SC. O projeto teve início em 2007, com a participação de 18 famílias. Neste trabalho, foi realizada uma avaliação econômica da cultura da cebola em conversão agroecológica e sua comparação com o sistema convencional em uso na região, através do levantamento dos custos de produção dos dois sistemas e sua relação com as produtividades alcançadas. Os resultados econômicos do sistema em transição indicaram uma maior apropriação financeira para as famílias produtoras. As produtividades médias foram de 25 t/ha no sistema convencional e 16,7 t/ha no sistema em transição, com custo médio de produção de R$0,37 e R$0,05/kg de cebola, permitindo uma receita líquida média por hectare de R$2.051,00 para o sistema convencional e de R$6.631,00 para o sistema em transição para agroecológico.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.