DEFINIÇÕES DE AMBIENTES EM ÁREAS DE AGRICULTORES FAMILIARES A PARTIR DO CONHECIMENTO LOCAL E SUA RELAÇÃO COM CONHECIMENTO TÉCNICO
PDF

Palavras-chave

Agroecologia
etnopedologia
solos
recursos naturais

Como Citar

Correia, J. R., Braga, L. M., Vilela, M. de F., de Araújo, L. M., & Martins, E. de S. (2009). DEFINIÇÕES DE AMBIENTES EM ÁREAS DE AGRICULTORES FAMILIARES A PARTIR DO CONHECIMENTO LOCAL E SUA RELAÇÃO COM CONHECIMENTO TÉCNICO. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8263

Resumo

Projetos de desenvolvimento que visem empoderar comunidades de agricultores familiares e populações tradicionais necessitam definir estratégias de diálogos entre estas comunidades e os técnicos que porventura nelas estejam trabalhando. O objetivo do presente trabalho é apresentar uma experiência de levantamento de informações sobre ambientes e solos de propriedades de agricultores familiares, associando nela o conhecimento técnico. Os resultados demonstram que as definições elaboradas pelos membros das famílias entrevistadas para solos e ambientes caminharam na mesma direção das análises de laboratório e de campo realizada pelos técnicos. Assim, conclui-se que é possível e conveniente associar as informações geradas pelo conhecimento local sobre ambientes com avaliações realizadas por técnicos com base em informações sobre compartimentos da paisagem, solos e vegetação. Essa estratégia permite potencializar as ações de uso dos recursos naturais pelas comunidades locais.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.