A Formação de Agentes Multiplicadores como Estratégia para Promover a Agroecologia e Segurança Alimentar
PDF

Palavras-chave

Pro-Huerta
participação
sementes

Como Citar

Fontoura, A. F. da, & Neumann, P. S. (2009). A Formação de Agentes Multiplicadores como Estratégia para Promover a Agroecologia e Segurança Alimentar. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8262

Resumo

A experiência relatada integra o estágio curricular do curso de Agronomia da Universidade Federal de Santa Maria desenvolvido pela autora na Agência de Extensão Rural do INTA de Puerto Rico, Argentina, no período de 02 de março a 30 de abril de 2009. O foco do relato são as ações vivenciadas no contexto de um dos programas executados pelo INTA, o Programa Integrado de Autoprodução de Alimentos (Pro-Huerta) em Misiones. O programa não se confirma somente como um espaço para assegurar a alimentação, pois se observa o protagonismo das pessoas, que se relacionam socialmente através do resgate e troca de seus saberes, desenvolvidas através das estratégias participativas. É através da doação de sementes, que muitas ações conseguem ser realizadas, com uma visão de construção conjunta do conhecimento, colocando em movimento os saberes, valores e desenvolvendo as capacidades da população local.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.