Avaliação de Estirpes de Rizóbio, pré-selecionadas, quanto à Produção de Biomassa de Feijão de Porco em Dourados, MS
PDF

Palavras-chave

Adubação verde
FBN
inoculantes

Como Citar

Ribeiro Martins dos Santos, G., Sefara Lopes Fernandes, S., Moitinho, M. R., Parron Padovan, M., Braz Freitas Silva, G., Ribeiro Xavier, G., Marinho Guerra, J. G., Azevedo Espindola, J. A., & da Silva Araújo, E. (2009). Avaliação de Estirpes de Rizóbio, pré-selecionadas, quanto à Produção de Biomassa de Feijão de Porco em Dourados, MS. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8251

Resumo

A adubação verde com leguminosas, além de adicionar N ao solo fornece grande quantidade de carbono. A seleção de estirpes de rizóbio eficientes pode contribuir para redução da dependência de adubos minerais sintéticos. Analisou-se estirpes de rizóbio, pré-selecionadas em teste em casa de vegetação, para obtenção de inoculantes para feijão de porco (Canavalia ensiformis), em condições de Cerrado. Os tratamentos consistiram em cinco estirpes de rizóbio; inoculante padrão; controle negativo (ausência de fertilizante nitrogenado e sem inoculação) e um tratamento com aplicação de uréia (150 kg ha-1). Por ocasião do florescimento das plantas, foi realizada amostragem da parte aérea. Avaliou-se a matéria fresca e a matéria seca da leguminosa. As estirpes de rizóbio pré-selecionadas proporcionaram uma produção de biomassa aérea do feijão de porco igual à produtividade proporcionada pelas estirpes nativas do solo. As estirpes nativas ou inoculadas foram tão eficientes quanto à aplicação de N no solo. Entretanto, de acordo com normas da Rede de laboratórios para recomendação, padronização e difusão de tecnologia de inoculantes microbiológicos de interesse agrícola (RELARE) para recomendação das estirpes serão necessários outros estudos.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.