Campos de Sementes e Cooperação: Resistência Camponesa em Busca da Autonomia.
PDF

Palavras-chave

milho crioulo
soberania
reforma agrária

Como Citar

Ferreira, T. L., Mancio, D., Castro, A. D. de, & Cardoso, I. M. (2009). Campos de Sementes e Cooperação: Resistência Camponesa em Busca da Autonomia. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8245

Resumo

Este artigo visa descrever e analisar o desenvolvimento de uma experiência de melhoramento de milho crioulo, voltado para a realidade camponesa, realizada em áreas de reforma agrária, em um assentamento e um acampamento, organizados pelo MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), na Zona da Mata de Minas Gerais. A experiência tem o intuito de resgatar formas de cooperação entre as famílias envolvidas e melhorar a qualidade da variedade do milho (Caiano Sobralha) para que a mesma seja mais adaptada aos recursos naturais da região e à maneira culturalmente usada pelos atores envolvidos no manejo da lavoura, buscando a resistência e a soberania camponesa. Para isso alguns indicadores de planta e solos foram definidos, tanto para a seleção do milho na colheita, como para o monitoramento da qualidade dos agroecossistemas onde esta sendo realizado o trabalho.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.